Autárquicas 2020/Porto Novo: Próximo ciclo de governação é decisivo e importante para o município – Aníbal Fonseca

Porto Novo, 22 Out (Inforpress) – O próximo ciclo de governação é “decisivo e muito importante” para Porto Novo, que vai precisar de “uma equipa com sensibilidade e com forte capacidade de influenciação” com relação aos desafios que se colocam ao município.

Quem o diz é o candidato do Movimento para a Democracia (MpD) a presidente da câmara do Porto Novo, Aníbal Fonseca, que, durante um encontro com os criadores de gado, esta quarta-feira, diz liderar uma equipa “com um bom programa e uma boa liderança para continuar a desenvolver Porto Novo”.

“Estamos cientes dos desafios e a equipa que lideramos está melhor preparada para esses desafios”, sublinhou o candidato do MpD, que recordou os apoios concedidos aos criadores de gado nos últimos anos, sobretudo no transporte de água e de ração animal e prometeu “continuar a trabalhar” com a classe para “o empoderamento do sector da pecuária e melhorar os rendimentos” para as famílias, que vivem dessa actividade económica.

Aníbal Fonseca disse esperar renovar o mandato para continuar a trabalhar com as diferentes classes profissionais neste concelho, de entre os quais com os criadores de gado que, no seu entender, desenvolvem “uma actividade bastante relevante  e muito forte” no município do Porto Novo, com um efectivo pecuário à volta de 27 mil cabeças de gado.

Este candidato sugeriu aos criadores a apostarem numa melhor organização da classe  através de criação de “associações bem organizadas” para que possa aceder a financiamentos através do Governo e de outros parceiros, na implementação de projectos para o sector.

Aníbal Fonseca prometeu “trabalhar” com as associações de criadores de gado na realização de projectos específicos voltados para a classe, informando que a equipa que lidera já está a discutir com o Ministério da Agricultura e Ambiente um programa de apoio aos criadores na zona de Lajedinho, nos arredores da cidade do Porto Novo com as componentes mobilização de água  e confinamento do gado (construção de currais).

Aníbal Fonseca pretende ainda apoiar as famílias que vivem da pecuária na melhoria das suas habitações e das condições do saneamento.

Por isso, disse que a sua candidatura, que “é do MpD, mas também da sociedade civil, é “a melhor alternativa” nesta altura para Porto Novo e pediu o voto aos criadores de gado para um segundo mandato à frente deste município.

Nas autárquicas de 2016, no concelho do Porto Novo concorreram os candidatos Aníbal Azevedo Fonseca (MpD), que conquistou a câmara com 49,79% dos votos, e Rosa Lopes Rocha (PAICV), que obteve 46,78%.

Para as eleições do dia 25 de Outubro, em Porto Novo, estão inscritos 13.324 eleitores (em 2016 o número de inscritos era de 12.506, dos quais 9.066 votaram), que escolherão, a 25 de Outubro, os órgãos autárquicos para dirigirem o município nos próximos quatro anos.

A nível nacional participa na corrida um total de 65 candidatos, sendo 22 do MpD, 22 do PAICV, sete da UCID, dois do PP (um no município da Praia e um para Assembleia Municipal na Boa Vista, e mais 12 candidatos independentes que disputam as câmaras municipais da Ribeira Grande (1), de Santa Catarina (1), São Domingos (1), Tarrafal de São Nicolau (1), Sal (1) Tarrafal (2), Praia (4) e São Vicente (1).

JM/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos