Autárquicas 2020/Porto Novo: Nilton Dias promete trabalhar com Governo na procura de um parceiro para relançar as pozolanas

Porto Novo, 22 Out (Inforpress) – O candidato do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV) a presidente da câmara do Porto Novo disse hoje pretender trabalhar com o Governo na procura de um parceiro com vista ao relançamento da indústria das pozolanas.

Nilton Dias avançou que Porto Novo é um concelho com potencialidades a nível das indústrias e, aí, pensa “trabalhar com o Governo para encontrar um parceiro para relançar a indústria das pozolanas”, este recurso mineral que, a seu ver, constitui “um grande activo” deste município, actualmente em situação de abandono.

“As pozolanas são um grande activo mineral deste município e pretendemos trabalhar com o Governo para resgatar esta indústria, que tem estado abandonada”, explicou.

Nilton Dias disse constatar que o combate ao desemprego constitui “um dos maiores desafios” do Porto Novo e apontou a ainda a modernização da agricultura, da pesca, da pecuária e a diversificação do turismo como sendo “estratégias” para conseguir este de desiderato.

A nível da agricultura, o candidato do PAICV promete apoiar os produtores na modernização do sector e na organização da produção com vista à empresarialização desta actividade.

Para a pesca e pecuária, Nilton Dias propõe o mesmo plano para dinamizar esses dois domínios com “grandes potencialidades” no Porto Novo, prometendo ainda trabalhar com os operadores turísticos na promoção do turismo nas diferentes modalidades.

Um outro sector que vai merecer a atenção deste candidato, se vencer as eleições deste domingo, é o abastecimento de água, propondo “melhorar o sistema” para resolver o problema na cidade do Porto Novo, que tem que ver, sobretudo, com deficiências na distribuição e no custo elevado.

Além de fazer chegar água a todas as casas desta urbe, Nilton Dias pretende ainda discutir com as instituições competentes a redução das tarifas e tornar o preço da água acessível a todos os consumidores.

É que, segundo este candidato, Porto Novo tem “as tarifas de água mais elevadas” de Cabo Verde, o que tem sido igualmente “um factor inibidor de investimentos privados” neste município, prometendo discutir com a empresa produtora da água e com o Governo a redução do preço da água, neste município.

Este candidato promete ainda melhorar o abastecimento de água às zonas altas do concelho, além de levar água canalizada a todas as localidades.

Nas autárquicas de 2016, no concelho do Porto Novo concorreram os candidatos Aníbal Azevedo Fonseca (MpD), que conquistou a câmara com 49,79% dos votos, e Rosa Lopes Rocha (PAICV), que obteve 46,78%.

Para as eleições do dia 25 de Outubro, em Porto Novo, estão inscritos 13.324 eleitores (em 2016 o número de inscritos era de 12.506, dos quais 9.066 votaram), que escolherão, a 25 de Outubro, os órgãos autárquicos para dirigirem o município nos próximos quatro anos.

A nível nacional participa na corrida um total de 65 candidatos, sendo 22 do MpD, 22 do PAICV, sete da UCID, dois do PP (um no município da Praia e um para Assembleia Municipal na Boa Vista, e mais 12 candidatos independentes que disputam as câmaras municipais da Ribeira Grande (1), de Santa Catarina (1), São Domingos (1), Tarrafal de São Nicolau (1), Sal (1) Tarrafal (2), Praia (4) e São Vicente (1).

JM/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos