Autárquicas 2020/Porto Novo: Domingos Rodrigues diz que porto-novenses “pensam seriamente em dar à UCID voto de confiança”

Porto Novo, 22 Out (Inforpress) – O candidato da União Cabo-verdiana Independente e Democrática (UCID) a presidente da câmara do Porto Novo disse quarta-feira que os porto-novenses “pensam seriamente em dar ” a este partido o “voto de confiança” nas eleições autárquicas deste domingo.

Em contactos com o eleitorado em Ribeira das Patas, no interior do município, Domingos Rodrigues disse que as pessoas, sobretudo os jovens, estão “a acreditar na candidatura da UCID” e, por isso, perspectiva para o “dia 25 de Outubro (data das eleições) uma grande surpresa” no Porto Novo, referindo-se à possibilidade deste partido vencer, pela primeira vez, as eleições, neste concelho.

“Ao longo desta campanha eleitoral a UCID foi bem recebida em todas as zonas e as pessoas pensam seriamente e dar o partido um voto de confiança para ver se conseguimos colocar Porto Novo no eixo”, sublinhou Domingos Rodrigues, para quem a equipa que lidera, formada por jovens, “tem uma visão diferente” no que toca ao desenvolvimento deste município.

Segundo o candidato da UCID, “os jovens estão a acreditar” no seu projecto e disse que está “pronto para devolver a esperança” aos porto-novenses, “vítimas  dos erros e falhas cometidos pelo actual partido no poder (Movimento para a Democracia)”.

Em Ribeira das Patas, Domingos Rodrigues apontou o desemprego como sendo “a maior preocupação” da população e prometeu “criar as condições” para apoiar as pessoas na criação do seu próprio emprego, através de concessão de créditos para promover projectos geradores de rendimentos.

Para isso, pretende criar um fundo, através do qual os jovens empreendedores passarão a ter acesso a créditos com “juros baixíssimos” para poder desenvolver os seus projectos.

Domingos Rodrigues prometeu ainda, se vencer as eleições deste domingo, montar na câmara municipal um gabinete de apoio aos jovens na elaboração de projectos e de consultadoria.

“Porto Novo tem jovens talentosos e com capacidade, mas estão a ficar para trás porque não conseguem ter acesso a financiamentos para desenvolver os seus projectos”, disse.

O “foco da UCID é na criação de emprego em todas as localidades deste município”, segundo este candidato, que acredita que o seu partido terá condições para “fazer um excelente trabalho” sendo necessário, para isso, “as pessoas votarem” na sua candidatura e confiar no seu projecto.

Nas autárquicas de 2016, no concelho do Porto Novo concorreram os candidatos Aníbal Azevedo Fonseca (MpD), que conquistou a câmara com 49,79 % dos votos, e Rosa Lopes Rocha (PAICV), que obteve 46,78 %.

Para as eleições do dia 25 de Outubro, em Porto Novo, estão inscritos 13.324 eleitores (em 2016 o número de inscritos era de 12.506, dos quais 9.066 votaram), que escolherão, a 25 de Outubro, os órgãos autárquicos para dirigirem o município nos próximos quatro anos.

A nível nacional, participa na corrida um total de 65 candidatos, sendo 22 do MpD, 22 do PAICV, sete da UCID, dois do PP (um no município da Praia e um para Assembleia Municipal na Boa Vista, e mais 12 candidatos independentes que disputam as câmaras municipais da Ribeira Grande (1), de Santa Catarina (1), São Domingos (1), Tarrafal de São Nicolau (1), Sal (1) Tarrafal (2), Praia (4) e São Vicente (1).

JM/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos