Autárquicas 2020/Porto Novo: Aníbal Fonseca destaca “grande adesão” à volta da candidatura da “continuidade” 

Porto Novo, 23 Out (Inforpress) – O candidato do MpD a presidente da câmara do Porto Novo destacou hoje a “grande adesão” das pessoas à volta da sua candidatura, que promete “uma aposta forte na continuidade e na consolidação dos ganhos conseguidos”, neste município.

Aníbal Fonseca, que concorre ao segundo mandato pelo Movimento para a Democracia (MpD), disse que a equipa que lidera realizou “uma campanha eleitoral bem organizada, bastante alegre”, assente “no balanço” do seu “desempenho nos últimos quatro anos e no programa de governação” que propõe para 2020/2024.

“Conseguimos passar a nossa mensagem, tivemos uma grande adesão dos jovens, seja na cidade do Porto Novo, seja nas comunidades rurais. Foi uma campanha bastante alegre, muita convicta e que resultou na adesão em massa e muito forte dos munícipes”, notou o candidato à sua própria sucessão.

Estas eleições autárquicas, são “decisivas” para o futuro do Porto Novo, “porque está em causa o destino deste município”, explicou Aníbal Fonseca, que disse fazer “uma aposta muito forte na continuidade, na consolidação dos ganhos conseguidos e na melhoria ainda do desempenho” da sua equipa.

O candidato do MpD fez, por isso, “um grande apelo” aos jovens e aos porto-novenses, no geral, para votarem na candidatura do MpD para dar a este partido “uma grande vitória”, este domingo.

Para o próximo mandato, caso volte a merecer a confiança dos eleitores, Aníbal Fonseca pretende “consolidar a área social”, privilegiando as comunidades rurais e a periferia da cidade do Porto Novo, onde as famílias precisam ainda, a seu ver, de “cuidados especiais dos poderes públicos”.

Prometeu reforçar a sua aposta na reabilitação de habitações, perspectivando, nos próximos quatro anos, recuperar, “no mínimo, um milhar de casas”.

Promete também “muito mais requalificação urbana”, concluir o projecto da requalificação da orla marítima e executar o projecto de água e saneamento, “para levar água canalizada e esgotos a todas as casas”.

“Vai ser também um mandato desafiante para a economia local”, notou este candidato, que prometeu, se vencer as eleições, centrar a sua atenção na dinamização de sectores como construção civil, turismo, agricultura, pesca e pecuária.

O próximo mandato, em caso de vitória eleitoral, vai ser igualmente para “consolidar Ribeira das Patas como vila, que vai ter o seu centro de saúde”, avançou Aníbal Fonseca.

Nas autárquicas de 2016, no concelho do Porto Novo concorreram Aníbal Azevedo Fonseca (MpD), que alcançou 49,79 % dos votos, e Rosa Lopes Rocha (PAICV), que obteve 46,78 %.

Para as eleições do dia 25 de Outubro, em Porto Novo, estão inscritos nos cadernos eleitorais 13.324 eleitores (em 2016 o número de inscritos era de 12.506, dos quais 9.066 votaram), que escolherão, a 25 de Outubro, os órgãos autárquicos para dirigirem o município nos próximos quatro anos.

A nível nacional participa na corrida um total de 65 candidatos, sendo 22 do MpD, 22 do PAICV, sete da UCID, dois do PP (um no município da Praia e um para Assembleia Municipal na Boa Vista, e mais 12 candidatos independentes que disputam as câmaras municipais da Ribeira Grande (1), de Santa Catarina (1), São Domingos (1), Tarrafal de São Nicolau (1), Sal (1) Tarrafal (2), Praia (4) e São Vicente (1).

JM/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos