Autárquicas 2020/Porto Novo: Aníbal Fonseca acredita que Porto Novo é já um município de referência em Cabo Verde

Porto Novo, 20 Out (Inforpress) – O candidato do Movimento para a Democracia (MpD) a presidente da edilidade porto-novense disse segunda-feira que “Porto Novo é hoje um município de referência em Cabo Verde”, pelo “grande potencial económico” de que apresenta em todos os domínios.

Aníbal Fonseca, que falava num encontro com os habitantes da Ribeira Fria, uma comunidade situada a sete quilómetros da cidade do Porto Novo, avançou que este município tem “uma dimensão grande no contexto de Santo Antão e tem um papel fundamental a desempenhar” no quadro do desenvolvimento desta ilha.

“É aqui que há espaços para a construção da grande cidade da ilha de Santo Antão. É aqui que temos condições para termos o aeroporto, que, com fé em Deus, vai ser construído. Acreditamos também na segunda fase do porto”, notou o candidato do MpD, que tem pedido aos porto-novenses a renovação do mandato para “continuar” a desenvolver Porto Novo, com base num “programa consistente”.

Segundo Aníbal Forneça, estes são alguns dos grandes investimentos” de que Porto Novo precisa para “assumir, de facto, a condição de uma cidade de referência em Santo Antão”.

O que Porto Novo precisa é ter a “oportunidade de mostrar o papel” que este município pode ter no contexto da ilha de Santo e de Cabo Verde, avançou o proponente do MpD, que acredita que este concelho pode dar “um contributo muito grande” ao País.

Além da agricultura, pecuária, pesca e do turismo, Porto Novo tem ainda “um grande potencial” a nível da indústria e de prestação de serviços, explicou o candidato, que se sente recompensado em “trabalhar para este município”.

Disse ter feito “o possível” numa “conjuntura difícil” de três anos de seca severa e da pandemia de covid-19″, mas, mesmo diante desses factores, admitiu ter dado “respostas às famílias que precisaram, num momento difícil, do suporte dos poderes públicos”, tanto no domínio do emprego, como do abastecimento de água para consumo e para a criação de animais.

Com relação à Ribeira Fria, Aníbal Fonseca recordou as intervenções feitas nessa localidade, com destaque para a construção de uma placa desportiva, de reabilitação de habitações e do transporte escolar, realçando ainda os investimentos feitos localmente pelo Governo no sector agrícola.

O candidato do MpD prometeu ainda “trabalhar” com o Governo na mobilização de água e na atribuição de parcelas de terras aos jovens dessa zona, para a prática de agricultura.

Nas autárquicas de 2016, no concelho do Porto Novo concorreram Aníbal Azevedo Fonseca (MpD), que alcançou 49,79 % dos votos, e Rosa Lopes Rocha (PAICV), que obteve 46,78 %.

Para as eleições do dia 25 de Outubro, em Porto Novo, estão inscritos nos cadernos eleitorais 13.324 eleitores (em 2016 o número de inscritos era de 12.506, dos quais 9.066 votaram), que escolherão, a 25 de Outubro, os órgãos autárquicos para dirigirem o município nos próximos quatro.

A nível nacional participa na corrida um total de 65 candidatos, sendo 22 do MpD, 22 do PAICV, sete da UCID, dois do PP (um no município da Praia e um para Assembleia Municipal na Boa Vista) e mais 12 candidatos independentes que disputam as câmaras municipais da Ribeira Grande (1), de Santa Catarina (1), São Domingos (1), Tarrafal de São Nicolau (1), Sal (1) Tarrafal (2), Praia (4) e São Vicente (1).

JM/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos