Autárquicas 2020/Paul: “Não é uma situação fácil realizar eleições numa altura desta” – delegado da CNE

Cidade das Pombas, 24 Out (Inforpress) – O delegado da Comissão Nacional de Eleições (CNE) no Paul, Pedro Roberto, considerou não ser uma situação fácil realizar eleições numa altura desta de pandemia, mas assegurou estar sendo tomadas as medidas para tudo correr bem.

Conforme Pedro Roberto adiantou, em entrevista à Inforpress, os preparativos para as eleições deste domingo, no concelho do Paul, estão “bem encaminhados”, salvo um ou outro constrangimento relacionado com desistências “por razões várias” de elementos, que constituem as mesas de voto e cuja substituição não é tão simples devido a actual conjuntura de pandemia.

Isto no concelho onde, segundo a mesma fonte, estão inscritos 5.325 eleitores, distribuídos por 18 assembleias de voto, com um total de 23 mesas.

“Não é uma situação fácil realizar eleições numa altura destas, mas estamos a adoptar medidas nas assembleias, não só para proteger os membros, mas também os eleitores, que vão dirigir-se às urnas para exercer o seu direito de voto”, assegurou, referindo ao uso de máscaras, viseiras e luvas pelos membros das mesas, disponibilização de álcool gel logo à entrada para os eleitores, que devem também usar máscaras.

Por outro lado, segundo a mesma fonte, haverá o controlo nas filas para garantir o distanciamento mínimo exigido pelas autoridades sanitárias e ainda a delegação da CNE está à espera de outras recomendações que forem emanadas pelas autoridades sanitárias.

Por isso, Pedro Roberto apelou às pessoas para se dirigirem às assembleias de voto respeitando as normas sanitárias e voltarem para casa assim que votarem.

“Ficar em casa não é solução, mas sim as pessoas devem ir às assembleias de voto para exercerem o seu direito, respeitando as regras sanitárias, para que não sejamos nós a contribuir para a propagação dessa doença”, considerou a delegado, adiantando que as mesas estarão abertas a partir das 7:00, com os elementos da mesa a partir das 6:00, e fecho às 18:00.

Entretanto, é recomendado, acrescentou, que as pessoas não se dirijam às urnas todos à mesma hora, ou esperarem pelos últimos momentos para votarem.

Pedro Roberto espera assim que, no domingo, 25, o processo eleitoral decorra da “melhor forma”, tal como aconteceu durante a campanha.

Aos membros das candidaturas, pede-se que evitem ao máximo as aglomerações e usem sempre máscaras e que não façam a dita boca de urna.

Até porque, conforme a mesma fonte, terão fiscais nas assembleias de voto para dispersar as pessoas, contado ainda com a Polícia Nacional, que é o “principal parceiro” em termos de segurança.

A Polícia Nacional, por seu lado, afirmou já ter tudo a postos para que as eleições decorram de “forma, segura, tranquila e na normalidade”, conforme o comandante da Esquadra Policial do Paul, Danielson Pereira, adiantou à Inforpress.

A instituição, segundo a mesma fonte, contará com 17 efectivos e quatro viaturas para garantir um “livre processo eleitoral”.

“Mas, sempre focados na prevenção, empenhados no terreno. Sabemos que é um período difícil e que precisa de mais um esforço, mas vale a pena”, defendeu Danielson Pereira, para quem é “missão” da Polícia garantir a tranquilidade pública e a legalidade democrática.

Sempre, ajuntou, com a parceria da população e das candidaturas, que “até agora tem estado a colaborar”, respeitando o actual código de conduta em questões securitárias.

Danielson Pereira aproveitou para relembrar à população, que é “responsabilidade de todos” garantir um acto eleitoral sem sobressaltos, tendo em conta o “período difícil” por que se passa.

Contudo, o comandante, que está no cargo há cerca de duas semanas, disse não ter tido problemas no Paul, uma “localidade pacata, onde as pessoas são cumpridoras e os candidatos estão conscientes do período vivido”.
Á Câmara Municipal do Paul concorrem António Aleixo pelo Movimento para Democracia (MpD), Carlos Pires Ferreira pelo Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV) e Sandro Gomes pela União Cabo-verdiana Independente e Democrática (UCID).

Nas autárquicas de 2016, no concelho do Paul concorreram três candidatos, sendo António Aleixo (MpD), que alcançou 55,29% dos votos, Joselito Fonseca (PAICV), que obteve 38,03 %, e Adilson Melício (UCID) com 3,77 %.

Para as eleições do dia 25 de Outubro, no concelho do Paul, estão inscritos 5.325 eleitores nos cadernos de recenseamento, dos quais cinco são cidadãos estrangeiros. Em 2016 o número de inscritos foi de 5.250 dos quais apenas 3.876 votaram.

A nível nacional participa na corrida um total de 65 candidatos, sendo 22 do MpD, 22 do PAICV, sete da UCID, dois do PP (um no município da Praia e um para Assembleia Municipal na Boa Vista, e mais 12 candidatos independentes que disputam as câmaras municipais da Ribeira Grande (1), de Santa Catarina (1), São Domingos (1), Tarrafal de São Nicolau (1), Sal (1) Tarrafal de Santiago (2), Praia (4) e São Vicente (1).

LN/DR
Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos