Autárquicas 2020/Mosteiros: MpD promete revitalizar a dinâmica cultural ao longo do ano no Município

Queimada Trás, 16 Out (Inforpress) – A candidata do MpD a vereadora para as autárquicas nos Mosteiros Simone Lopes, considera fundamental a promoção de uma cultura dinâmica ao longo do ano, capaz de incentivar, sobretudo, a juventude para uma colaboração efectiva.

A criação de um centro de referência cultural balizada para a promoção de grandes eventos culturais, como lançamentos de livros, grupos teatrais e de dança e obras discográficas, foi apontada pela jovem candidata que aspira ainda trabalhar, se for eleita, para que o género musical Talaia Baixa seja valorizado e dotado de seu verdadeiro estatuto, para, assim como o café do fogo, afigurar-se como cartão postal.

Avançou ainda um projecto virado para a renovação do cafezal, de forma a melhorar a plantação do café do Fogo, mediante a criação de um espaço que sirva de incentivo aos turistas para este produto emblemático dos Mosteiros e da ilha, com o intuito de massificar a sua produção e daí uma maior exportação no mercado mundial.

Por considerar que a população dos Mosteiros é marcada, sobretudo pela sua juventude, Lopes afiançou que a candidatura “Juntos para cuidar dos Mosteiros” quer apostar fortemente na criação de formação profissional, para que os jovens possam ter emprego e a sua própria auto-sustentabilidade.

Já o líder desta candidatura, Lourenço Lopes, que está de visita à localidade de Queimada Trás, voltou a expressar a sua pretensão na criação de um programa de investimento público, muito forte, para dar mais dignidade às famílias, particularmente os jovens, em busca de uma oportunidade em formação profissional e superior.

Isto por considerar ser a única via para que “as pessoas sejam livres”, alegando que “ainda persiste algum medo das pessoas expressarem as suas ideias e preferências nos Mosteiros”, por causa da “discriminação do poder local”, que a seu ver não valoriza o capital humano no município.

Nos contactos directos com a população, implantada sobre lavas vulcânicas, acusou a autarquia de trabalhar “de forma desorganizada”, na organização urbanística dos terrenos, sem que tivesse levado em conta a qualidade ambiental, num empreendimento, no qual alertou para a manutenção das casas e rendimentos para que as famílias possam viver com dignidade.

Nas últimas eleições autárquicas de 04 de Setembro de 2016, as sétimas realizadas em Cabo Verde, concorreram três candidatos no concelho dos Mosteiros, tendo o MPD (Isidoro Gomes) alcançado 1.995 votos (43,36%), o PAICV (Carlos Fernandinho Teixeira) 2.482 votos (53,94%), e o AMI (Pedro Centeio Gonçalves) 53 votos (1,15%).

Para as eleições autárquicas de 25 de Outubro estão inscritos nos cadernos eleitorais um total de 6.608 eleitores (em 2016 o número de inscritos era de 6.151, dos quais 4.601 votaram).

Para além da candidatura do MpD, liderada por Lourenço Lopes, está na corrida a Câmara Municipal dos Mosteiros Fábio Vieira, proponente do PAICV.

A nível nacional participa na corrida um total de 65 candidatos, sendo 22 do MpD, 22 do PAICV, sete da UCID, dois do PP (um no município da Praia e um para Assembleia Municipal na Boa Vista) e mais 12 candidatos independentes que disputam as câmaras municipais da Ribeira Grande (1), de Santa Catarina (1), São Domingos (1), Tarrafal de São Nicolau (1), Sal (1) Tarrafal de Santiago (2), Praia (4) e São Vicente (1).

SR/DR

Inforpress/Fim

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos