Autárquicas 2020/Mosteiros: Janira Hopffer Almada diz que “município dos Mosteiros é prioritário” e acusa Governo de abandonar o País

Cidade da Igreja, 19 Out (Inforpress) – A presidente do PAICV considera fundamental votar na equipa de Fábio Vieira, um município que diz ser “prioritário para partido” e acusa o Governo de “abandonar o País” num momento de pandemia, “de grande desafio, extremamente difícil”.

Janira Hopffer Almada fez essas considerações durantes as actividades de campanha, esta segunda-feira, da equipa encabeçada por Fábio Vieira na câmara e Lúcio Fernandes na assembleia municipal, que arrancou houve os trabalhos de terreno com uma passeata de automóvel nas localidades de Atalaia, Ribeira de Ilhéu, Fajãzinha, Fonsaco e Queimada Trás.

Enquanto isso, a presidente do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV) liderou uma marcha a pé de Queimada Guincho ao centro da cidade de Igreja, tendo, ao longo do trajecto cumprimentado todos os transeuntes com quem se cruzou, apelando ao voto no PAICV no dia 25 de Outubro.

Convicta na vitória, a presidente do maior partido da oposição, mas que administra o poder local nos Mosteiros, disse que toda a ilha do Fogo é especial para o PAICV e que nutre “uma grande confiança no povo mosteirense”, prognosticando “uma grande vitória para continuar a trabalhar com maiores condições e mais câmaras no Fogo para fazer da ilha a um novo patamar”.

Janira Hopffer Almada, considerou “uma grande falta de respeito para o povo cabo-verdiano o envolvimento dos membros do Governo nas campanhas autárquicas”, ressalvando que todos se encontram ausentes dos seus postos e missões e questiona “quem está a governar Cabo Verde neste momento e a partir de onde?”.

A líder do PAICV acusou o Governo de ter mobilizado “muitos recursos para as candidaturas do MPD” para estas campanhas eleitorais “em detrimento dos que seriam necessários para dar combate a diferentes sectores devido à situação pandêmica por que passa o país”, afirmado que o momento “é extremamente difícil”.

Nesta linha, disse ter constatado uma grande onda de vitória e uma “grande decepção não só em relação à governação central, mas também para com os governos locais suportados por MpD”.

Conforme realçou, a governação do Movimento para a Democracia (MpD) falhou em sectores chaves como emprego, crescimento inclusivo, transportes, fazendo de Cabo Verde um País cada vez mais endividado.

Nas últimas eleições autárquicas de 04 de Setembro de 2016, as sétimas realizadas em Cabo Verde, concorreram três candidatos no concelho dos Mosteiros, tendo o MPD (Isidoro Gomes) alcançado 1.995 votos (43,36%), o PAICV (Carlos Fernandinho Teixeira) 2.482 votos (53,94%), e o AMI (Pedro Centeio Gonçalves) 53 votos (1,15%).

Para as eleições autárquicas de 25 de Outubro estão inscritos nos cadernos eleitorais um total de 6.608 eleitores (em 2016 o número de inscritos era de 6.151, dos quais 4.601 votaram).

Para além da candidatura do PAICV, liderada por Fábio Vieira, está na corrida a Câmara Municipal dos Mosteiros Lourenço Lopes, do MpD.

Participa na corrida um total de 65 candidatos, sendo 22 do MpD, 22 do PAICV, sete da UCID, dois do PP (um no município da Praia e um para Assembleia Municipal na Boa Vista) e mais 12 candidatos independentes que disputam as câmaras municipais da Ribeira Grande (1), de Santa Catarina (1), São Domingos (1), Tarrafal de São Nicolau (1), Sal (1) Tarrafal de Santiago (2), Praia (4) e São Vicente (1).

SR/FP/DR

Inforpress/Fim

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos