Autárquicas 2020/Mosteiros: CNE considera que o escrutínio eleitoral no município decorreu dentro da normalidade

Cidade de Igreja, 26 Out (Inforpress) – O delegado-representante da Comissão Nacional de Eleições (CNE) nos Mosteiros considera que as eleições autárquicas de domingo no município foram realizadas dentro da normalidade e que pequenos casos de registados foram devidamente contornados.

Adilson Barradas frisou que assim como as mesas de assembleias de voto abriram no horário previsto, também foram encerradas às 18:00 e que não houve constrangimentos de maiores que poderiam pôr em causa o escrutínio.

Ainda assim, confirmou os protestos levantados pelo Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV), durante o escrutínio em como a candidatura do Movimento para a Democracia (MpD) fez chegar aos Mosteiros um grupo de indivíduos provenientes da Cidade da Praia que se apresentaram nas mesas de assembleias credenciados como mandatários.

Barradas explicou que depois de abordado pela candidatura de Fábio Vieira, teve de colocar o problema a CNE na Cidade da Praia, para a resolução do caso, já que se tratavam de “corpos estranhos”, uma vez que sequer são recenseados na ilha, e muito menos no concelho, contrariando a lei.

O delegado-representante da CNE afiançou que o caso foi resolvido depois de ter accionado o comando da esquadra dos Mosteiros que teve de intervir no sentido de afastar estes elementos das assembleias de voto.

O responsável realçou que o transporte das urnas decorreu sem sobressaltos, salvo numa ou outra zona como a Relva, face “má prática do arremesso de pedras contra as viaturas”.

Ao que apurou a Inforpress, ao logo desta campanha eleitoral que culminou no domingo com a vitória da candidatura do PAICV, liderada por Fábio Vieira na Câmara Municipal e Lúcio Fernandes (Assembleia Municipal), estas eleições ficam marcadas por civismo, mas manchadas pelas sucessivas acusações de compra ao voto.

Também há a registar o incumprimento das medidas de distanciamento social imposta pelas autoridades sanitárias por causa da pandemia, já que não obstante o uso das máscaras pelos candidatos, os desfiles de viaturas, que funcionavam como teste de forças das duas candidaturas, contrariaram toda a regra.

Segundo dados provisórios, o PAICV ganhou estas eleições no concelho, com lista de Fábio Vieira a conquistar 65,2 por cento (%) dos votos, isto é 2.886 contra 33,5% do MpD, (1.430) liderado Lourenço Lopes, elegendo assim a totalidade dos cinco vereadores.

No universo de 6.603 eleitores inscritos, votaram 4.423, equivalente a 67 % por cento do eleitorado, com a abstenção a ficar nos 2.180 votantes, nada mais, nada menos que 33%.

Concorreram nestas eleições à Câmara Municipal dos Mosteiros, o MpD, liderado por Lourenço Lopes e Francisco Barbosa Amado (Assembleia Municipal), e o PAICV presidido por Fábio Vieira, e Lúcio Fernandes (Assembleia Municipal).

A nível nacional participou na corrida um total de 65 candidatos, sendo 22 do MpD, 22 do PAICV, sete da UCID, dois do PP (um no município da Praia e um para Assembleia Municipal na Boa Vista) e mais 12 candidatos independentes que disputam as câmaras municipais da Ribeira Grande (1), de Santa Catarina (1), São Domingos (1), Tarrafal de São Nicolau (1), Sal (1) Tarrafal (2), Praia (4) e São Vicente (1).

SR/DR

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos