Autárquicas 2020/Mosteiros: “Chegou a hora do MpD ganhar Mosteiros para governar com mais resultados”, Ulisses Correia e Silva

Cidade de Igreja, 17 Out. (Inforpress) – Ulisses Correia Silva, na qualidade de presidente do MpD, encontra-se nos Mosteiros a apelar ao voto na candidatura suportada por Lourenço Lopes na corrida às autárquicas e disse ser essencial conquistar o município para governar com mais resultados.

Ulisses Correia e Silva iniciou hoje a sua campanha nos Mosteiros na localidade de Atalaia, seguida de Ribeira Ilhéu, tendo na agenda esta tarde visita à localidade de Relva, dois extremos diametralmente opostos que marcam os limites deste município.

Sempre acompanhado pelo “staff” de campanha da equipa liderada por Lourenço Lopes e Francisco Barbosa Amado, na corrida à câmara e assembleia municipal, respectivamente, Correia e Silva disse ter chegado a vez do MpD conquistar Mosteiros à semelhança das vitórias alcanças em Santa Catarina e São Filipe.

“Fogo está a entrar na pluralidade. Esta é pois a última fase que precisamos para completar o círculo. Precisamos ganhar Mosteiros para melhor governar, com mais resultados, com reconhecimentos e valorização da reconstrução de memória, para a questão de identidade e auto-estima”, explicou o líder dos “ventoinhas”.

Na sua mensagem ao eleitorado de Ribeira de Ilhéu garantiu que o MpD “está no bom caminho, com bons candidatos, bons programas e um compromisso com a ilha do Fogo” que passa por uma estratégia virada para uma boa parceria, razão pela qual exortou a todos a multiplicarem para que a candidatura de Lourenço Lopes seja vitoriosa a 25 de Outubro.

Já o candidato Lourenço Lopes destacou a importância da figura do chefe do Governo nesta caminhada para ressalvar que Mosteiros tem tido uma grande atenção do executivo de Correia e Silva e que “nunca tinha recebido tanto investimento como tem recebido de 2016 a esta parte”.

“Significa que a partir de Novembro vamos reforçar esta parceria com o Governo de Cabo Verde”, disse Lourenço Lopes, que aproveitou o momento para prestar uma singela homenagem ao saudoso Alírio Lopes de Pina, na pessoa da sua viúva, considerado figura importante de Ribeira Ilhéu, dos Mosteiros e da ilha do Fogo no campo cultural, desportivo e social.

Prometeu, se se for eleito, conduzir uma autarquia que valoriza o passado para construir o futuro e dotar o nome deste ao Estádio Municipal.

De referir, por outro lado, que na sexta-feira Lourenço Lopes acusou o PAICV, nos Mosteiros, de contar “com a conivência do Tribunal” para fazer aprovar a sua lista sem que alegadamente tivesse atingido os 40 por cento exigidos pela Lei da Paridade e de discriminar os povoados pela cor política.

Nas últimas eleições de 2016, concorreram três candidatos no concelho dos Mosteiros, tendo o MpD (Isidoro Gomes) alcançado 1.995 votos (43,36%), o PAICV (Carlos Fernandinho Teixeira) 2.482 votos (53,94%), e o AMI (Pedro Centeio Gonçalves) 53 votos (1,15%).

Para as eleições autárquicas de 25 de Outubro estão inscritos nos cadernos eleitorais um total de 6.608 eleitores (em 2016 o número de inscritos era de 6.151, dos quais 4.601 votaram).

Para além da candidatura do MpD, liderada por Lourenço Lopes, está na corrida a Câmara Municipal dos Mosteiros Fábio Vieira, proponente do PAICV.

A nível nacional participa na corrida um total de 65 candidatos, sendo 22 do MpD, 22 do PAICV, sete da UCID, dois do PP (um no município da Praia e um para Assembleia Municipal na Boa Vista) e mais 12 candidatos independentes que disputam as câmaras municipais da Ribeira Grande (1), de Santa Catarina (1), São Domingos (1), Tarrafal de São Nicolau (1), Sal (1) Tarrafal de Santiago (2), Praia (4) e São Vicente (1).

SR/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos