Autárquicas 2020/Mosteiros: candidatura do Movimento para a Democracia apela ao voto na mudança

Cidade de Igreja, 21 Out (Inforpress) – A candidatura do MpD nos Mosteiros encontra-se em Achada Grande, no apelo ao “voto na mudança”, um dia depois do Governo criticar a câmara municipal de má gestão dos “360 mil contos transferidos nos últimos quatro anos”.

O membro da Comissão Política do Movimento para Democracia (MpD), Abraão Vicente, que é também ministro da Cultura, veio aos Mosteiros reforçar o apoio à candidatura liderada por Lourenço Lopes, com apelo ao voto na mudança autárquica, tendo acusado a câmara municipal de “falhanço” para com os munícipes, não obstante as verbas, que, atestou, foram disponibilizadas pelo Governo à autarquia.

Num comício realizado na localidade de Fonsaco, onde os candidatos Lourenço Lopes (câmara municipal) e Francisco Barbosa Amado (assembleia municipal) consideraram que 25 de Outubro ficará na história dos Mosteiros, com a “grande mudança”, Abraão Vicente acusou o PAICV de “comprar a consciência do povo dos Mosteiros”, para poder manter no poder local.

“Esta é oportunidade única de colocar no município um autarca com perfil, competência e visão nacional do desenvolvimento do município e que tem uma relação de proximidade com o Governo”, frisou Vicente, que criticou a gestão da autarquia do actual autarca de querer implantar um regime de monarquia.

O mesmo disse que o seu partido aceita, com naturalidade, a modernidade e a diferença como forma de garantir oportunidade para todos, enquanto criticou a candidatura adversária de falta de competência e de uma nova visão e ideia.

Já esta manhã, nos contactos directos com os moradores de Achada Grande Trás, Carlos Lopes (candidato à assembleia municipal) e José Andrade (terceiro da lista para câmara municipal) lideram a comitiva no MpD com apelo ao “voto na mudança”, com vista ao desenvolvimento dos Mosteiros.

Criticaram os 24 anos da governação do PAICV nos Mosteiros “sem resultados práticos”, para convencerem o eleitorado a votar na plataforma autárquica do MpD, alegando que “Mosteiros continua como dos municípios mais pobres de Cabo Verde”, apesar de dispor de grandes potencialidades.

José Andrade revelou que o MpD tem propostas ambiciosas para a localidade, como a melhoria de habitação social e saneamento, ao mesmo tempo que acusou o PAICV de usar dinheiro do Estado em troca de compra de consciência do eleitorado.

Nas últimas eleições autárquicas de 04 de Setembro de 2016, as sétimas realizadas em Cabo Verde, concorreram três candidatos no concelho dos Mosteiros, tendo o MPD (Isidoro Gomes) alcançado 1.995 votos (43,36%), o PAICV (Carlos Fernandinho Teixeira) 2.482 votos (53,94%), e o AMI (Pedro Centeio Gonçalves) 53 votos (1,15%).

Para as eleições autárquicas de 25 de Outubro estão inscritos nos cadernos eleitorais um total de 6.608 eleitores (em 2016 o número de inscritos era de 6.151, dos quais 4.601 votaram).

A nível nacional participa na corrida um total de 65 candidatos, sendo 22 do MpD, 22 do PAICV, sete da UCID, dois do PP (um no município da Praia e um para Assembleia Municipal na Boa Vista) e mais 12 candidatos independentes que disputam as câmaras municipais da Ribeira Grande (1), de Santa Catarina (1), São Domingos (1), Tarrafal de São Nicolau (1), Sal (1) Tarrafal de Santiago (2), Praia (4) e São Vicente (1).

SR/DR

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos