Autárquicas 2020/Maio: Miguel Rosa faz balanço “positivo” da campanha e garante cumprimento das norma sanitárias

Porto Inglês, 23 Out (Inforpress) – O candidato do MpD, Miguel Rosa, fez hoje, um balanço “positivo” da sua campanha eleitoral às autárquicas de 25 de Outubro, considerando que foi uma autêntica “festa” e momento de “confraternização” e que as normas sanitárias foram cumpridas.

Segundo afiançou o candidato do Movimento para Democracia (MpD), estes praticamente 15 dias foram momentos de confraternização com os eleitorados de todos os povoados, mas também momentos em que aproveitou para passar a sua mensagem e o seu projecto para os próximos quatro anos, caso vença o pleito eleitoral.

Miguel Rosa, que concorre à sua própria sucessão, informou, por outro lado, que durante este período fez contacto personalizado com diversas camadas sociais, desde jovens, pescadores, bem como agricultores e imigrantes da costa ocidental africana, que escolheram a ilha para trabalhar e viverem.

“Mais de 80 por cento (%) das casas por onde passamos, as pessoas disseram-me Miguel, você merece mais um mandato, e isso tem vindo mesmo de pessoas não afectas ao MpD”, frisou, apelando aos maienses que no próximo domingo exerçam os seus direitos cívicos e que votem de preferência na sua lista.

Miguel Rosa mostrou-se convicto na vitória e garantiu que, pela primeira vez, o seu partido vai conseguir atingir mais de 70% da preferência eleitoral dos maienses, o que considera ser fruto do trabalho realizado nestes quatros anos, e também devido às propostas que apresentaram ao eleitorado. Acrescentou que “isso também é graças à relação de confiança, de justiça” e que toda a população sabe que merecem isso.

O candidato do MpD salientou ainda que durante todo esse período da campanha, a sua candidatura respeitou as normas sanitárias e aproveitou a ocasião para exortar as pessoas que continuem a respeitar todos os procedimentos para que a ilha continue como está neste momento, a fim de não se comprometer a dinâmica económica actual e o futuro turístico da ilha.

Isso é para manter, disse, prometendo que, a partir de 25 de Outubro, como presidente desta ilha, vai continuar a exigir às outras pessoas que cumpram as normas sanitárias enfatizou.

Além de Miguel Rosa (MpD), concorre à presidência da câmara do Maio António Ramos, do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV).

Nas eleições de 2016, concorreram na ilha do Maio dois candidatos, tendo o MpD (Miguel Rosa) conquistado a câmara com 1.996 votos (56,82%) e o OIAM (José Silva) alcançado 1.423 votos (40,51%).

Para as eleições autárquicas de 25 de Outubro, as oitavas a serem realizadas em Cabo Verde para escolha dos titulares dos órgãos municipais, estão inscritos 5.072 eleitores (em 2016 o número de inscritos era de 4.822, dos quais 3.503 votaram).

A nível nacional, participa na corrida um total de 65 candidatos, sendo 22 do MpD, 22 do PAICV, sete da UCID, dois do PP (um no município da Praia e um para Assembleia Municipal na Boa Vista) e mais 12 candidatos independentes que disputam as câmaras municipais da Ribeira Grande (1), de Santa Catarina (1), São Domingos (1), Tarrafal de São Nicolau (1), Sal (1) Tarrafal (2), Praia (4) e São Vicente (1).

WN/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos