Autárquicas 2020/Maio: António Ramos faz balanço “extremamente positivo” da campanha eleitoral autárquica

Porto Inglês, 23 Out (Inforpress) – O candidato do PAICV, António Ramos, disse hoje, que o balanço destes praticamente 15 dias é “extremamente positivo”, tendo a sua equipa percorrido todas as localidades e vilas, num ambiente de “confraternização”, sempre respeitando as normas sanitárias.

Segundo o candidato do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV), durante este período aproveitaram para passar as suas mensagens e o projecto específico que elaboraram para cada localidade para os próximos quatro anos, caso vençam o pleito eleitoral deste domingo.

“Na nossa plataforma eleitoral temos uma visão geral da ilha e temos uma linha específica para cada localidade, por isso estando numa localidade fazemos uma abordagem específica do que queremos fazer ali, de modo a aproveitarmos todo o potencial local”, fez saber.

O candidato do PAICV, salientou que o seu adversário só deu continuidade aos 28 anos do MpD à frente da autarquia maiense, pelo que a sua mensagem tem sido focada no que vão fazer e na forma como vão actuar, caso mereçam a confiança dos maienses e garantiu que farão uma gestão diferente, respeitando as pessoas sem “discriminação”, devido à cor política.

Segundo aquele candidato, durante o contacto com o eleitorado, sentiram que a maioria dos maienses quer a mudança, porque já estão “cansados” de serem governados por um único partido com uma única linha ideológica, salientando que as pessoas estão “expectante” e querem a mudança, mas mudança com segurança, por isso explicaram as pessoas sobre o que pretendem fazer sem deixar ninguém de fora.

António Ramos mostrou-se seguro de que o PAICV vai ganhar estas eleições, apesar da “tentativa de intimidação e da compra de votos por parte do MpD”, aliás referiu que isso tem vindo a ser uma prática recorrente daquele partido na ilha, e aproveitou a ocasião para exortar as pessoas para exercerem os seus direitos votando na sua candidatura, por forma a mudarem o estado actual em que a ilha se encontra neste momento.

Realçou que vão continuar a apelar às pessoas a respeitarem as normas de segurança sanitária para que a ilha continue depois deste pleito eleitoral sem casos positivos do novo coronavírus.

Além de António Ramos (PAICV), concorre à presidência da câmara do Maio Miguel Rosa, do Movimento para a Democracia (MpD).

Nas eleições de 2016, concorreram na ilha do Maio dois candidatos, tendo o MpD (Miguel Rosa) conquistado a câmara com 1.996 votos (56,82%), e o OIAM (José Silva) alcançado 1.423 votos (40,51%).

Para as eleições autárquicas de 25 de Outubro, as oitavas a serem realizadas em Cabo Verde para escolha dos titulares dos órgãos municipais, estão inscritos 5.072 eleitores (em 2016 o número de inscritos era de 4.822, dos quais 3.503 votaram).

A nível nacional, participa na corrida um total de 65 candidatos, sendo 22 do MpD, 22 do PAICV, sete da UCID, dois do PP (um no município da Praia e um para Assembleia Municipal na Boa Vista) e mais 12 candidatos independentes que disputam as câmaras municipais da Ribeira Grande (1), de Santa Catarina (1), São Domingos (1), Tarrafal de São Nicolau (1), Sal (1) Tarrafal (2), Praia (4) e São Vicente (1).

WN/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos