Autárquicas 2020: Carlos Vasconcelos pede união para continuar a trabalhar para desenvolvimento de São Lourenço dos Órgãos

João Teves, 24 Set (Inforpress) – O candidato do Movimento para a Democracia (MpD) às eleições autárquicas de 25 de Outubro pediu hoje união de todos para vencer as o escrutínio e continuar a trabalhar para o desenvolvimento de São Lourenço dos Órgãos.

Carlos Vasconcelos, que discursava no acto da apresentação da sua candidatura e de Emanuel Gonçalves, à liderança da câmara e assembleia municipais, respectivamente, elencou os ganhos conseguidos durante a sua liderança.

“A nossa visão para São Lourenço está assente em cinco pilares importantes, nomeadamente economia local, que engloba agricultura, pecuária, cultura, turismo e comércio”, indicou.

Segundo ele, vai-se apostar numa agricultura que gere sustentabilidade para as famílias, atraindo jovens, daí a necessidade de definir quotas para a utilização da água da barragem de Poilão.

Carlos Vasconcelos falou, também, em apostas em viveiros para empoderar as mulheres de diferentes localidades.

“A nível do turismo, vamos continuar a fazer o que estamos a fazer. Temos que tornar o turismo na segunda actividade económica do município”, defendeu, salientando que desencravamento das localidades visa alcançar este objectivo.

No que se refere ao capital humano, garantiu apostas na educação, formação profissional, desporto, juventude e inclusão social.

“No próximo mandato, queremos reabilitar a habitação de todas as famílias pobres de São Lourenço dos Órgãos”, manifestou, argumentando que não se trata de promessa, mas sim de um “compromisso com a população”.

Apontou ainda apostas na requalificação urbana, saneamento, infra-estruturação, assim como edificação do paços do concelho com qualidade tecnológica que se requer nos tempos actuais.

Por sua vez, o vice-presidente do MpD, Fernando Elísio Freire, mostrou-se confiante na vitória do seu partido nas eleições autárquicas de 25 de Outubro em São Lourenço e Cabo Verde.

“São Lourenço é hoje um município porque quem o transformou num município verdadeiramente foi o MpD, a partir de 2016”, afiançou, acrescentando que foi a partir de 2016 que as coisas começaram a acontecer.

WM/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos