Autárquicas 2020/Brava: PAICV finaliza contactos porta-a-porta e inicia contactos pontuais e de grupos

Nova Sintra, 21 Out (Inforpress) – O candidato do PAICV à presidência da Câmara Municipal da Brava, Clóvis Silva, avançou que a sua equipa já finalizou os contactos porta-a-porta, iniciando um novo modelo de contactos pontuais e para grupos.

Clóvis Silva falava à imprensa nesta terça-feira, após um encontro de balanço com os diversos membros da equipa, onde avançou que a partir de agora, não vão fazer deslocações em grupos nos contactos porta-a-porta, mas sim fazer alguns contactos pontuais onde não encontraram ninguém nas deslocações anteriores e reunir com alguns grupos de diversas localidades.

Destes encontros, avançou que querem reunir com os jovens na localidade de Furna que já tinha sido agendado, mas não aconteceu porque houve algum problema com a autorização do uso do polivalente, assim como tenciona reunir com jovens em Lomba e Nossa Senhora do Monte, para “apresentar-lhes as propostas específicas para a camada”.

Também, realçou que a candidatura quer realizar encontros com pescadores para falar dos projectos nesta área e incentivá-los a cooperarem com a estrutura do tratamento do pescado e assim beneficiarem, principalmente nos períodos em que o mar não está bom para a pesca.

Caso estiverem envolvidos nesta estrutura, Clóvis Silva avançou que “quando não conseguem sair para o mar vão fazer alguma coisa na terra para poderem ter rendimentos”.

O candidato aproveitou para falar dos planos que tem para Mato Grande, onde avançou que a sua equipa já possui um espaço identificado e já contactou os donos para a construção de uma placa desportiva, sublinhando que alguns donos demonstraram interesse em fazer parte do projecto.

Com a placa, vão “dar oportunidades aos jovens” da mesma forma que estão a apresentar nas outras localidades, levando actividades de dinamização, nos diversos sectores.

A reactivação da associação local é um dos objectivos da candidatura, que pretende aproveitar o apoio e o voluntariado dos membros para participar na reabilitação do centro comunitário.

“Ao ser reabilitado, vamos colocar um ponto de rede de internet sem fio, criar uma sala de jogos, para os jovens terem motivos para frequentar o espaço num ambiente sem álcool e sem drogas”, concluiu o candidato.

Além de Clóvis Silva, do PAICV, concorre à presidência da câmara da Brava, Francisco Tavares, do Movimento para a Democracia (MpD).

Para as eleições de 25 de Outubro, na Brava, estão inscritos 4.683 eleitores, incluindo estrangeiros, distribuídos por 26 mesas de assembleias de voto (em 2016 o número de inscritos era de 4.435, dos quais apenas 2.836 votaram).

Nas eleições de 2016, as sétimas realizadas em Cabo Verde para escolha dos titulares dos órgãos municipais, concorreram neste concelho, o MpD (Orlando Balla), que conquistou a câmara com 1.673 votos (58,99%), e o PAICV (Manuel Gomes) 1.111 votos (39,17%).

A nível nacional, participa na corrida um total de 65 candidatos, sendo 22 do MpD, 22 do PAICV, sete da UCID, dois do PP (um no município da Praia e um para Assembleia Municipal na Boa Vista) e mais 12 independentes que disputam as câmaras municipais da Ribeira Grande (1), de Santa Catarina (1), São Domingos (1), Tarrafal de São Nicolau (1), Sal (1) Tarrafal (dois), Praia (4) e São Vicente (1).

MC/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos