Autárquica/ Ilha do Maio vai contar com 23 mesas de voto no pleito eleitoral deste domingo – CNE

Porto Inglês, 24 Out (Inforpress) – O delegado da Comissão Nacional de Eleições (CNE), Sansi Moreno, disse hoje que a ilha Maio vai ter 23 mesas de votos para as eleições deste domingo, com um aumento de mais seis mesas, por causa da covid-19.

Segundo afiançou o delegado, este ano, devido a situação pandémica da covid-19, exigiu da CNE uma atitude mais preventiva, deste modo, para evitar a aglomeração, por isso, criaram mais seis mesas de votos, para possibilitar aos eleitores exercem os seus direitos de forma seguro e sem constrangimentos.

Assim sendo, informou que foi criado mais duas mesas na cidade de Porto Inglês, acrescentando que nas vilas da Calheta e do Barreiro, também foram criadas mais uma mesa, algo semelhante aconteceu nas localidades de Figueiras e Morrinho, com vista a possibilitar aos eleitores votarem sem terem que esperar por um longo período.

Referente a cidade do Porto Inglês, Sansi Moreno informou que este ano, vão ter que fazer uma pequena alteração, sendo que a mesa de voto que antes era colocada na sede da Cruz Vermelha vai passar para o edifício da OMCV, aproveitando a ocasião para chamar atenção dos eleitores para informarem sobre os seus locais de voto, de modo a evitar constrangimentos.

Entretanto, aquele representante assegurou que não foi “fácil” conseguir realizar a constituição dos elementos que fazem parte das mesas de votos, tendo em conta que neste momento vários jovens estão a sair da ilha para reiniciar os seus estudos superiores ou os seus estágios profissionais na Cidade da Praia, e não só.

Sansi Moreno informou, por outro lado, que este ano, as mesas de voto vão abrir às 07:00, tendo em conta a situação de coronavírus, pelo que os membros de mesa vão estar reunidos a partir da 06:00, para fazerem verificação dos materiais recebidos para votação, acrescentando que os elementos constituintes da mesa vão estar devidamente protegidos com equipamentos necessários.

O delegado da CNE disse ainda que em cada mesa, vai estar destacado um agente para assegurar o cumprimento das normas sanitárias, assim como dispersar as pessoas que já exerceram dever cívico, assim como informar aqueles cujos locais da votação foi alterada.

Por seu lado, o comandante da Esquadra da Polícia Nacional do Maio, Domingos Rodrigues, afiançou que estão cientes das exigências e que o efectivo policial está pronto para fazer a cobertura eleitoral, embora admitiu que ainda estão à espera da colaboração de algumas instituições no que tange a disponibilização de viaturas para puderem fazer a vigilância em todas mesas nos diferentes povoados.

O comandante aproveitou para apelar as pessoas para que as pessoas respeitem as normas sanitárias e quando conseguirem votar para deixarem o local, de modo a evitar aglomeração e possíveis distúrbios.

WN/DR
Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos