Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Aumento do capital do BAD em 125% representa mais oportunidade de financiamento para Cabo Verde – Governo

Cidade da Praia, 04 Nov (Inforpress) – O secretário de Estado das Finanças, Gilberto Barros, disse hoje, na Cidade da Praia, que o aumento do capital do Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) em 125% representa mais oportunidade de financiamento para Cabo Verde.

Os accionistas do BAD, entre os quais Cabo Verde, aprovaram na quinta-feira, 31 de Outubro, em Abidjan, o maior aumento de capital de sempre, elevando o capital social do banco de 90 para 208 mil milhões de dólares.

Em conversa com os jornalistas na manhã de hoje, após presidir a abertura do workshop de monitoramento e avaliação, Gilberto Barros, que esteve a representar Cabo Verde na reunião, salientou a importância desse aumento.

“Foi aumentado de 90 bilhões de dólares para 208 bilhões de dólares. Cabo Verde, obiviamente, votou favoravelmente, foi aprovado. A implicação é que teremos acesso a ainda mais financiamento por parte do BAD e teremos a possibilidade financiar, ainda bem o desenvolvimento de Cabo Verde”, disse.

“Trata-se de um momento histórico não só para Cabo Verde com para o continente africano porque isto representa um aumento de capital em 125%, e todos os países vão ter acesso aos recursos. Isto foi um processo em que Cabo verde esteve fortemente engajado”, refroçou.

A reunião extraordinária dos governadores do BAD foi oportunidade para Gilberto Barros abordar com o presidente da insttuição a questão do compacto lusófono.

Para já, indicou que há uma equipa a trabalhar em Cabo Verde com as empresas privadas no sentido de desenvolver os projectos para que, em 2020, possam sair os primeiros financiamentos

O Banco Africano de Desenvolvimento , de que Cabo Verde é membro, é um dos principais parceiros de financiamento do país, tendo financiado desde 1977 até final de 2017 mais de 65 projetos, através de empréstimos e donativos, num valor estimado de 459,2 milhões de euros.

MJB/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos