Auditores do Tribunal de Contas em formação sobre avaliação da gestão das finanças públicas

Cidade da Praia, 08 Mar (Inforpress) – Auditores dos Tribunais de Contas de Cabo Verde, da Guiné-Bissau e de São Tomé e Príncipe estão reunidos na Cidade da Praia, numa formação sobre “o quadro de reporte de avaliação da gestão das finanças públicas”.

O quadro de reporte sobre a gestão das finanças públicas é uma ferramenta de avaliação da gestão das Finanças Públicas, criada pela Agência de Cooperação Alemã (GIZ) e Organização Africana das Instituições Superiores de Controlo de Finanças Públicas de expressão inglesa (AFROSAI-E) com o objectivo de auxiliar os Governos na consecução da Agenda 2030.

Segundo o presidente do Tribunal de Contas de Cabo Verde, João da Cruz Silva, a ferramenta já está a ser utilizada nos países anglófonos e francófonos, faltando ser também adoptada pelos países lusófonos.

Já em 2019 tinha sido realizada uma primeira formação e a posterior utilização da ferramenta enquanto um projecto piloto.

Entretanto João da Cruz Silva indicou que foram constatadas algumas imperfeições, que ditaram a actualização da ferramenta que está agora ser socializada com os auditores a decorrer na Cidade da Praia.

A formação, que conta com o financiamento do Projecto Pró-Palop Timor Leste, é direccionada aos auditores de todos os Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa, mas apenas participam os auditores de Cabo Verde, São Tomé de Príncipe e da Guiné Bissau.

Segundo João Cruz Silva essa ferramenta vai apoiar os trabalhos dos auditores das instituições superiores de controlo, uma vez que vai permitir uma avaliação em termos de alocação dos recursos e fazer alertas aos Governos no sentido de aplicar melhor os recursos para alcançar os objectivos de desenvolvimento sustentado.

A formação que decorre ao longo do dia de hoje está facilitada pelos formadores da Giz e da AFROSAIE.

MJB/HF

Inforpress/fim 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos