Atletismo: Ultramaratonistas correm no percurso Praia – Tarrafal pela responsabilização parental

Cidade da Praia, 24 Jun (Inforpress) – Um grupo de ultramaratonistas internacionais cabo-verdianos abraçou hoje o projecto do atleta internacional português João Paulo Félix na Corrida pela Responsabilização Parental e partiram da Cidade da Praia rumo ao Tarrafal, num percurso de 74 quilómetros.

A partida ocorreu à entrada de São Filipe com meta na Cidade de Assomada e a corrida enquadra-se na primeira etapa desta prova, pelo que os ultramaratonistas cabo-verdiano José Cabral, Orlando Águia, Nelito Moreira e Gil, que já se encontram na entrada, terão de percorrer os 45 quilómetros.

Terminada a primeira etapa na cidade de Assomada, a prova vai ser retomada no sábado para a segunda etapa, Assomada – Tarrafal, de Santiago de modo que os 74 quilómetros sejam completados, envolvendo passagens pelos concelhos da Praia, São Domingos, São Lourenço dos Órgãos, São Salvador do Mundo, Santa Catarina e Tarrafal de Santiago.

Sob o lema “Cada Passo Conta”, a prova co-organizada pelas Aldeias SOS Cabo Verde e o Centro Social Infantil SOS, tem a função e sensibilizar a sociedade civil no sentido de tudo fazerem para que as crianças possam crescer num ambiente familiar acolhedor e protector.

À partida desta primeira etapa, João Paulo Félix adiantou à Inforpress que veio propositadamente de Portugal para realizar e participar nesta Corrida pela Responsabilização Social em Cabo Verde, nas ilhas de São Vicente e Santiago, alegando que conta com “iniciativa extraordinárias das aldeias infantis SOS do País”.

Esta prova, explicitou, pretende sensibilizar toda a comunidade para a responsabilização parental, para que toda e qualquer criança possa ter um futuro feliz e sentir inclusiva e amada.

Habituados a promover provas de nível, João Paulo Félix, que deu iniciativa à prova em Cabo Verde e na cidade do Mindelo em São Vicente, manifestou o “gosto enorme” de poder contar com o envolvimento de ultra-maratonistas cabo-verdianos, que abraçaram este projecto.

A prova conta com o suporte da Câmara Municipal da Praia, pelo que o director do Desporto desta autarquia, Sandieta Sequeira, enalteceu a Inforpress a parceria da Câmara da Praia que se disponibilizou-se, logo que contactada pela Aldeias Infantis SOS, alegando que a responsabilização parental “é uma luta de todos nós, pelo que não foge à regra da Câmara Municipal da Praia”.

Referiu que a autarquia capitalina se engajou com todo o espírito neste projecto, afiançando que a autarquia tem apostado forte em actividades de acções sociais.

SR/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos