Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Associação de Cinema e Audiovisual lança II Edição do Concurso “100 anos de Amílcar Cabral”

Cidade da Praia, 02 Set (Inforpress) – A Associação de Cinema e Audiovisual de Cabo Verde (ACACV) lança no dia 12 a II Edição do Concurso “100 anos de Amílcar Cabral”, visando apresentar “vários olhares” sobre a figura de Amílcar Cabral.

O presidente da ACACV, Júlio Silvão Tavares, fez este anúncio hoje, em declarações à Inforpress, e sublinho que em 2024 completa-se os 100 anos do nascimento de Amílcar Cabral, mas a pretensão é apresentar “vários olhares” sobre a figura de Cabral, até esta data.

O concurso “100 anos de Amílcar Cabral”, indicou, é um desafio lançado pelo Ministério de Cultura, abraçado pela ACACV, em parceria com a Fundação Amílcar Cabral, no intuito de dar a conhecer “mais e melhor” esta figura de proa da nacionalidade cabo-verdiana.

Segundo Tavares, esta competição permite à sociedade cabo-verdiana “conhecer profundamente” aquilo que foi e é o patrono da nação de Cabo Verde, bem como conhecer a visão de diferentes gerações sobre o mesmo.

Para concorrer, os candidatos devem apresentar filmes de duração máxima de cinco minutos sobre Amílcar Cabral do ponto de vista do próprio realizador, informou o presidente, sublinhando que existe “bastante matéria” de pesquisa para realização dos filmes.

“Pode ser filme de qualquer género, o nosso foco mesmo é nos documentários, porque é mais fácil produzir filmes documentários sobre esta figura do que estar a ficcioná-lo, já que existem matérias, obras suficientes de escritores para fazer pesquisas, há também um documento fundamental que é Unidade e Luta de escritor Mário Andrade, que trouxe para o público profundeza aquilo que foi e é Amílcar Cabral”, clarificou.

O concurso, conforme este responsável, irá decorrer até aos últimos dias do mês de Dezembro, e a 20 de Janeiro será feita a declaração do vencedor, no dia da efeméride do desaparecimento físico de Amílcar Cabral e das comemorações do Dia dos Heróis Nacionais.

O concurso é aberto a todos os cabo-verdianos e ao primeiro classificado será atribuído um prémio monetário de 100 mil escudos, ao segundo 75 mil escudos e ao terceiro 50 mil escudos.

Os concorrentes deverão enviar seus trabalhos para a ACACV e os mesmos serão avaliados por um grupo de júris capacitados, constituído por membros da associação.  

TC/AA

Inforpress/Fim 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos