Associação Cap Vert L’Avenir ajuda mulheres cabo-verdianas a integrarem-se em Marselha

Marselha, França, 26 Abr (Inforpress) – A associação Cap Vert L’Avenir promove formação em informática para integrar melhor as mulheres cabo-verdianas em França, mostrando como através de um telemóvel é possível facilitar a interacção com a administração francesa.

“Estamos a organizar uma formação em informática porque muitas mulheres cabo-verdianas aqui têm ‘smartphones’, mas não sabem utilizá-los. Só o básico que é tirar fotografias e enviar mensagens e é útil saber mais. Mostramos como usar a Internet e como chegar aos ‘sites’ oficiais das instituições francesas”, disse Sandra Lima Rocha, presidente da associação Cap Vert L’Avenir.

Sandra Lima Rocha chegou a Marselha com 7 anos, tendo nascido na ilha de São Vicente. Foi em França que esta dirigente associativa fez os seus estudos, sendo actualmente assistente de direcção numa escola e empresária no ramo imobiliário.

Ao constituir a associação Cap Vert L’Avenir, em Fevereiro de 2020,  Sandra Lima Rocha queria voltar a aproximar a comunidade cabo-verdiana em Marselha, que oficialmente conta com cerca de quatro mil pessoas, mas deve rondar mais de 10 mil incluindo cabo-verdianos que já só têm nacionalidade francesa.

“Era algo que faltava. Nos anos 80 havia uma grande associação cabo-verdiana em Marselha e lembro-me de ser pequena e irmos lá, podíamos brincar.  Isso perdeu-se”, lamentou Sandra Lima Rocha.

Além da formação em informática dedicada às mulheres da comunidade, a Cap Vert L’Avenir acompanha também mulheres analfabetas em todos os processos administrativos junto das instituições francesas, assim como ajuda as famílias a descodificarem a burocracia francesa, promovendo também passeios.

“Muitas mulheres não têm a carta, então tentamos sair de Marselha. Fomos à região de Provença, vamos a Lourdes em Maio e temos um projecto para ir a Fátima. Fazemos visitas culturais, caminhadas, temos muita sorte porque há muitas coisas a fazer nesta região”, explicou.

Estas visitas incluem também as crianças, que a associação levou recentemente a uma viagem à neve. A maior parte destas actividades são financiadas pela região de Marselha e pelo Estado francês que atribui fundos a associações que beneficiam o quotidiano da população.

Para além deste trabalho em França,  a Cap Vert L’Avenir trabalha também com Cabo Verde, reunindo roupas, material escolar e dinheiro para ajudar diferentes causas no arquipélago africano.

Inforpress/Lusa

Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos