Associação Bons Amigos prevê castrar este ano 3.760 cães em zonas “mais problemáticas” da capital (c/áudio)

Cidade da Praia, 03 Jan (Inforpress) – O director geral da Associação Bons Amigos disse hoje que a instituição que dirige prevê este ano castrar 3.760 cães nos bairros “mais problemáticos” da cidade da Praia, como Achada Santo António, Cidadela e Palmarejo.

Em declarações à Inforpress, na cidade da Praia, para fazer o balanço da situação neste momento, Madueno Cardoso anunciou que no plano de actividades da Associação Bons Amigos para 2020 consta a castração em massa durante todo o ano.

“Vamos iniciar a campanha em Achada Santo António, que já tínhamos feito uma campanha, mas vamos reforçar para controlar aquela zona, posteriormente vamos seguir para Cidadela e Palmarejo”, demonstrou, salientando que só no bairro de Palmarejo pretendem castrar 800 cães.

Conforme admitiu, é “muito trabalho” daí “apostar bastante” nas acções de sensibilização, como forma de resolver esta problemática na capital do país.

A seu ver, hoje, a situação de cães nas ruas da cidade da Praia é “muito melhor” do que antes.

“Acreditamos que só se pode resolver esta problemática com a mudança da mentalidade das pessoas. Se tivermos as pessoas mais conscientes sobre o problema e a forma como podem ajudar a resolver este problema, o nosso trabalho vai ficar mais fácil”, precisou.

Para aquele responsável, de nada vale a Associação Bons Amigos estar no terreno a castrar os cães e a trabalhar na desparasitação se as pessoas não estiverem sensibilizadas para saber como cuidar dos seus animais.

Instado a comentar sobre a percepção de que os cães estão a aumentar nas ruas da capital do País, Madueno Cardoso respondeu que quando uma cadela está no cio isso atrai muitos machos, o que, no seu entender, transmite a sensação que os cães aumentaram nas ruas.

“É isso que acontece nas zonas de Palmarejo, Cidadela, Achada Santo António. Com a atracção dos machos essas zonas ficam com mais fluxos dos cães e isso faz as pessoas pensarem que os cães aumentaram, mas não, Bons Amigos tem dados que demonstram que o número dos cães nas ruas diminuiu”, explicou.

Indicou, por outro lado, que no bairro de Achada Santo António a maioria dos cães estão castrados e identificados com um brinco.

“Nós sentimos que com o nosso trabalho no terreno a situação tem melhorado, mas temos aquelas zonas mais problemáticas onde este ano vamos focalizar precisamente para resolver esta problemática”, realçou.

A campanha de castração nesses bairros, nomeadamente Achada Santo António, Cidadela e Palmarejo, vai contar com a parceria da câmara municipal da Praia, mas, para Madueno Cardoso, só Bons Amigos e a autarquia local não conseguem resolver este problema.

Neste sentido, defendeu a necessidade de haver um engajamento de todos nesta luta.

Neste momento a Associação Bons Amigos tem sob a sua responsabilidade o controlo de dez zonas na cidade da Praia.

Ao longo dos seus 20 anos de existência, a associação já castrou cerca de 10 mil cães na cidade da Praia e noutras ilhas do arquipélago.

WM/AA

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos