ASFIC-PJ vai realizar no próximo ano um congresso de investigação criminal

Cidade da Praia, 28 Jul (Inforpress) – A Associação Sindical dos Funcionários de Investigação Criminal da Polícia Judiciária (ASFIC-PJ) vai organizar, no próximo ano, na Cidade da Praia, um congresso de investigação criminal.

A informação foi avançada hoje, na Cidade da Praia, pelo presidente da organização sindical, Agostinho Semedo, no acto solene do 13º aniversário da associação sindical, realizado sob o lema “Polícia Judiciária – novo paradigma e novos rumos”.

“Perspectivamos para o próximo ano a realização de um congresso de investigação criminal à luz do artigo 72 dos Estatutos da associação, que indica a realização de um congresso pelo menos uma vez por ano”, justificou o sindicalista.

Neste sentido, avançou que esse evento vai contar com a participação de representantes nacionais e internacionais, informando que contactos em termos logísticos já estão sendo feitos.

Agostinho Semedo apontou, por outro lado, a realização de parcerias nacionais e internacionais como um dos grandes desafios da instituição, por, conforme defendeu, o sucesso depender de uma actuação “plural”.

Nesta mesma linha, adiantou que a instituição judiciária está a trabalhar para a assinatura de um conjunto de protocolos de cooperação com as universidades.

De entre outros desafios, avançou, é ter uma PJ sem “perseguição”, por ser uma instituição que deve ser digna de respeito e dignidade, lembrando que existem leis de responsabilização, quando existem infracções das mesmas.

A ASFIC/PJ, que conta com mais de 80% dos funcionários associados, é um sindicato dotado de personalidade jurídica e capacidade legal para o cumprimento dos seus fins, visando exclusivamente a promoção e a defesa dos interesses económicos, sociais, profissionais e culturais dos associados.

A Polícia Judiciária foi criada a 12 de Maio de 1993 através dos decretos legislativos n.º 4 e 5/93, no uso da autorização legislativa concedida pela lei nº 65/IV/92, de 30 de Setembro.

Em 1994 realizou-se o primeiro Curso de Formação de Lofoscopistas e de Agentes da Polícia Judiciária, frequentado e concluído por 320 candidatos.

OM/ZS

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos