Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

ARP-CV vai dar visibilidade às acções da Associação SER+ DAR+ Terapeutas Sem Fronteiras em Cabo Verde

Cidade da Praia, 18 Jun (Inforpress) – A Associação de Relações Públicas de Cabo Verde (ARP-CV) vai dar visibilidade às acções sociais promovida pela associação portuguesa SER+ DAR+ Terapeutas Sem Fronteiras em Cabo Verde, no âmbito de um protocolo rubricado hoje entre as partes.

Segundo a presidente da ARP-CV, Yara Santos, esta parceria afigura-se como uma oportunidade para que a associação que preside possa potencializar o seu projecto “Relações Públicas em Acção” e dar visibilidade a entidades que trabalham nas áreas de responsabilidade social e de voluntariado.

Concretamente, a Associação de Relações Públicas de Cabo Verde vai ajudar a ONG portuguesa, que se encontra na sua 6ª missão em Cabo Verde, a identificar associações e entidades que precisam de apoios e fazer com que essas intervenções chegam aos mais necessitados.

“Vamos ajudar a potencializar as suas acções nas ilhas, a identificar novas parcerias, a apoiar na campanha de sensibilização, na comunicação nomeadamente a criação de eventos que promovam actos de solidariedade e de responsabilidade social”, esclarece a presidente da ARP-CV.

A presidente da SER+ DAR+ Terapeutas Sem Fronteiras, Ana Lúcia Frutuoso, defende que este protocolo é importante, na mediada em que vai promover o trabalho da sua associação e potenciar os eventuais apoios que possam ter.

“É muito importante por causa dos eventos e dos contactos governamentais que nós precisamos. E também para potenciar as nossas relações entre Portugal e Cabo Verde”, sintetizou.

Neste momento, segundo a responsável, a direcção da SER+ DAR+ Terapeutas Sem Fronteiras está na cidade da Praia a fazer um levantamento das necessidades junto dos parceiros locais e a elaborar novas parcerias para preparar as missões ao longo do ano.

A intervenção dessa associação em Cabo Verde tem enfoque na área da saúde, mas também actua na área da educação, da intervenção social e ainda na inclusão através do desporto.

Este ano esta ONG vai estender as suas actuações a cinco ilhas, organizadas em três grupos de missão, de dez profissionais voluntários cada.

No mês de Julho vão estar nas ilhas de São Vicente, Santo Antão e Sal, em Setembro estarão em Santiago e em Dezembro na Boa Vista.

CD/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos