Arlindo do Rosário toma posse como novo embaixador de Cabo Verde na China

Cidade da Praia, 08 Nov (Inforpress) – O novo embaixador de Cabo Verde na China, Arlindo do Rosário, manifestou hoje “reconhecimento” pela confiança depositada para desempenhar um cargo de “elevada relevância” e prometeu assumi-lo com “abnegação e consciência plena” neste “momento de desafios”.

“Espero poder honrar o exemplo de todos aqueles que com o mesmo espírito que hoje me anima serviram e continuam a servir esta nobre casa”, afirmou Arlindo do Rosário.

No seu discurso, disse entender que é missão primordial do Ministério dos Negócios Estrangeiros, onde decorreu a cerimónia, contribuir para forjar uma imagem de Cabo Verde que continua a granjear o respeito e a admiração internacionais.

Segundo acrescentou, citando o Programa do Governo desta legislatura, as autoridades nacionais ambicionam transformar o arquipélago numa ponte de prestação de serviços, transações comerciais e financeiras e de relacionamento entre os continentes, culturas e civilizações, num corredor de paz, estabilidade, crescimento económico e competitividade.

“Creio, pois, que é este propósito a que me proponho, com a mesma exaltação, com que desempenhei outros cargos do Estado, estabelecer relações de trabalho profícuos a bem de Cabo Verde”, reconheceu.

Deste modo, prometeu reforçar a imagem de Cabo Verde junto da República Popular da China e do povo chinês, enquanto um país com relações antigas com Cabo Verde, assentes “na estabilidade, na previsibilidade e no respeito pelo princípio de Uma só China”.

Por seu lado, o ministro dos Negócios Estrangeiros, Cooperação e Integração Regional, Rui Figueiredo Soares, ao presidir o acto de tomada de posse, felicitou e saudou o mais novo chefe de missão diplomática de Cabo Verde, augurando a Arlindo do Rosário os “melhores sucessos” neste novo desafio.

Nesta sua nova missão pediu ao novo embaixador algumas prioridades da sua acção em terras chinesas, que considerou essenciais para o reforço das relações de amizade e de cooperação com a China.

“No plano político global terá a incumbência de reafirmação de Cabo Verde como um país credível, confiável e atento aos princípios estruturantes desse relacionamento com o apoio à política de Uma só China e o respeito pela integridade soberana e pela não ingerência nos assuntos internos de Cabo Estado”, indicou.

Da mesma forma, aconselhou o aprofundar do diálogo entre os ministérios dos Negócios Estrangeiros de ambos os países, designadamente através de mecanismos de consulta bilaterais concluídos desde 2015.

Neste particular, recomendou-o a explorar como Cabo Verde pode beneficiar de três iniciativas chinesas importantes com reflexo na sua política externa, ou seja, a iniciativa da rota da seda marítima, da segurança global e a iniciativa do desenvolvimento global.

Arlindo do Rosário, de 61 anos, natural da Ilha do Sal, é médico de profissão, tendo assumido, em 2016, durante a IX Legislatura, o cargo de ministro da Saúde e da Segurança Social, que desempenhou até ao final do mandato em 2021.

A 18 de Maio de 2021 integrou de novo o Governo da X Legislatura, desta vez como ministro da Saúde, cargo que desempenhou até Outubro do corrente ano.

ET/AA

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos