Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Conselho de Ministros aprova OE para 2019 estimado em cerca de 71 milhões de contos (c/áudio)

Cidade da Praia, 18 Out (Inforpress) – O Conselho de Ministros aprovou hoje a proposta de Orçamento do Estado (OE) para o ano económico de 2019, no montante de 71 milhões contos, mais 10 milhões de contos do que o orçamento de 2018.

Em conferência de imprensa, o porta-voz da reunião, o ministro dos Negócios Estrangeiros e Comunidades, Luís Filipe Tavares, salientou que a proposta que vai ser submetida ao parlamento ainda este mês “aposta fortemente” no crescimento económico e emprego.

“Se um pudesse resumir em duas palavras a proposta de OE para 2019 diria o crescimento económico e emprego”, disse, adiantado que a proposta prevê um crescimento acima dos 4,5 por cento (%).

O ministro salientou que o Governo está a trabalhar para garantir a estabilidade macroeconómica do país que, considera, é fundamental, sem perder de vista os “grandes investimentos” necessários fazer em sectores como a Saúde, a Educação e a própria Economia.

“Acreditamos que este orçamento vai na linha daquilo que são as grandes preocupações do Governo nesta legislatura nomeadamente a questão do emprego.  É o Orçamento voltado para criação de novos empregos no nosso país”, sustentou, adiantando que cerca de 33% do orçamento global vai para o investimento.

Durante a reunião foi aprovado também o projecto de proposta de lei que altera a lei que define a organização, a competência, e o funcionamento dos tribunais judiciais e o projecto de lei que altera a lei número 84/VIII/2015 de 06 de Abril que aprova a Inspecçao Judicial.

Segundo o ministro Luís Filipe Tavares, com essa alteração o Governo pretende a partir agora trabalhar para melhorar o funcionamento da Inspecção Judicial, considerada fundamental para o bom funcionamento da Justiça.

“Há algumas dificuldades que já foram identificadas e vamos agora trabalhar para durante o ano 2019, a inspecção judicial funcione convenientemente de acordo com aquilo que são as prerrogativas que constam do programa do Governo”, disse.

Na reunião, o Governo decidiu também conceder tolerância de ponto por ocasião do primeiro aniversário da elevação de Ribeira da Patas, no interior do Concelho do Porto Novo, em Santo Antão, à categoria de vila.

Assim no dia 22 de Outubro é feriado na Vila da Ribeira das Patas, devendo a tolerância de ponto abranger os funcionários dos institutos públicos e agentes do Estado.

Igualmente foi aprovado o decreto-lei que estabelece as normas a que deve obedecer a realização do recenseamento geral da população e habitação, Censo 2020, mas sobre esse assunto o ministro adiantou que o Instituto Nacional de Estatística fará uma comunicação para avançar os detalhes.

MJB/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos