Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Antigo primeiro-ministro japonês Toshiki Kaifu morre aos 91 anos

Tóquio, 14 Jan (Inforpress) – O antigo primeiro-ministro japonês Toshiki Kaifu, que governou o país no início dos anos 90, morreu aos 91 anos, disse hoje o Governo.

Kaifu ocupou vários cargos de gabinete, incluindo secretário de gabinete, porta-voz do Governo e duas vezes ministro da Educação, antes de ser eleito primeiro-ministro em 1989.

O antigo governante morreu no domingo, disse o porta-voz do Governo Hirokazu Matsuno, sem dar pormenores sobre a causa.

Durante a Guerra do Golfo de 1991, a administração Kaifu contribuiu com avultadas verbas para financiar as forças da coligação. Após o conflito, o seu Governo autorizou o envio de equipas de desminagem para o Golfo Pérsico, a primeira missão estrangeira daquela unidade desde a sua criação.

O ex-primeiro-ministro gozou do apoio público e teve uma imagem de político “limpo e ético”, garantindo ao Partido Liberal Democrático (LDP) à vitória nas eleições gerais de 1990.

Nascido em Ichinomiya, Nagoya, a 02 de Janeiro de 1931, Kaifu foi o primeiro líder do Governo japonês nascido na era Showa (1926-1989).

Filho de um dono de um estúdio de fotografia, como estudante do liceu, passou nos exames para ser voluntário no corpo especial de jovens da Força Aérea, mas não se tornou membro devido ao fim da Segunda Guerra Mundial.

O seu interesse pela política começou em 1951, quando ainda era estudante na Universidade de Waseda em Tóquio, ajudando o deputado conservador Kinsho Kono.

Em 1954, terminou o curso de Direito e, dois anos mais, tarde formou-se em várias universidades com uma licenciatura em ciências políticas. Entrou na vida política em 1960, quando foi eleito para a Dieta (parlamento) da sua província natal de Aichi.

Em agosto de 1989 foi eleito presidente do LDP, em substituição de Sosuke Uno que, de acordo com a lei japonesa, também o sucedeu como primeiro-ministro após a sua demissão. Em Novembro, foi reeleito chefe do partido.

Kaifu tentou empreender uma reforma política e limpar o sistema eleitoral japonês através de três projectos de lei que procuravam mudar a forma como as eleições funcionam e o financiamento dos partidos e candidatos parlamentares. No entanto, deparou-se com a oposição dos “barões” do seu partido.

Neste contexto, Kaifu demitiu-se para se candidatar à reeleição como presidente do LDP. Quando se demitiu da presidência, foi também obrigado a demitir-se como chefe de Governo, no qual foi substituído pelo seu sucessor do LDP, Kiichi Miyazawa, em Novembro de 1991.

Em 1994 deixou a LDP e tornou-se presidente do novo Partido da Nova Fronteira (Shinshinto).

Inforpress/Lusa

Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos