Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

ANMCV enaltece parceria com o Governo na descentralização das políticas sociais

Cidade da Praia, 13 Jul (Inforpress) – A Associação Nacional dos Municípios de Cabo Verde (ANMCV) enaltece a parceria com o Governo para a descentralização das políticas e competências ao nível da família e inclusão social para ajudar os municípios a suprir as necessidades.

O presidente da ANMCV louvou esta parceria hoje, por ocasião da assinatura do contrato-programa com o Executivo no valor de 70 mil contos, em cerimónia realizada no Palácio do Governo, Cidade da Praia, onde considerou que as demandas das populações encontram neste valor uma forma de solucionar os seus problemas.

“Nós estamos a enfrentar uma pandemia que veio agudizar algumas dificuldades junto das famílias. O País está a enfrentar secas duras com implicações ao nível de aumento de algumas dificuldades. Daí que a Associação Nacional dos Municípios de Cabo Verde reputa de uma grande importância, por ser o poder mais próximo das pessoas”, afiançou Herménio Fernandes.

Com esta verba, explicitou, os municípios terão as condições para responder às demandas das suas populações em matéria da reabilitação de habitações, actuação ao nível da infância, entre um conjunto de demanda com que tem vindo a enfrentar no dia-a-dia.

É que para Fernandes, com a municipalização dos serviços da família e da inclusão social, as câmaras municipais passaram a ter melhores condições para actuar e intervir junto das famílias, e disse acreditar que com este financiamento a capacidade do poder local irá melhorar, com reflexos directos junto das famílias.

“Todos os 22 municípios estão satisfeitos com esta iniciativa da parte do Governo, que só veio reforçar aquilo que nós temos feito no dia-a-dia. Há uma grande mudança neste capítulo. Hoje há vários serviços que estão a chegar à família e um conjunto de instrumentos que vieram permitir que as famílias possam viver com melhor dignidade”, asseverou.

Financiado pelo Ministério da Família, Inclusão e Desenvolvimento Social, destes 70 mil contos, 42 mil contos destinam-se ao Apoio Integrado a 29 mil famílias, ao passo que 27.248.851 escudos reserva-se ao nível do pré-escolar para mais de três mil crianças e perto de mil no acesso a creches, valores dos quais espera impacto directamente nas pessoas.

SR/DR

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos