Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Aniversário de nascimento de Amílcar Cabral celebrado com conferência “Mindset de Cabral de Liderança”

Cidade da Praia, 12 Set (Inforpress) – O 97º aniversário de nascimento de Amílcar Cabral, pai da independência conjunta da Guiné –Bissau e Cabo Verde e fundador do (PAIGC), foi assinalado hoje com a realização de uma conferência intitulada “Mindset de Cabral de liderança”.

A I Conferência de Pessoas e Organização – Mindset de Cabral de Liderança, foi organizada pela Ricardina Andrade, Pessoas e Organizações (RA-PO) em parceria com o Instituto Pedro Pires (IPP) e Fundação Amílcar Cabral (FAC).

Em declarações à imprensa, a promotora do evento, Ricardina Andrade explicou que esta conferência visa analisar a forma de pensar de Cabral, a analogia com as investigações mais recentes a nível de competências de lideranças e trazer estudos que foram feitos pelos investigadores internacionais, que apontam dimensões extraordinárias sobre força e carácter muito presente no pensamento de Cabral.

“Temos insigts, dimensões extraordinárias que podemos explorar, reflectir e trazer para o contexto actual, porque como podemos ver nas intervenções feitas aqui, temos um pensamento à frente do seu tempo, onde Cabral apela ao pensamento analítico, critico, autonomia de pensamento no sentido muito forte com a humanidade, afirmou.

Ricardina Andrade lembrou que Amílcar Cabral foi considerado o segundo maior líder da humanidade, daí a obrigação de Cabo Verde estudar Cabral e analisar a sua forma de pensar.

Tendo em conta o actual contexto da pandemia, esta responsável advogou a necessidade de se repensar os modelos de liderança, ir em busca das raízes e outros valores por forma a se construir um processo de liderança “mais focada na sustentabilidade, nas pessoas e no equilíbrio”.

“É preciso resgatar esses valores, pensamentos estruturados dos nossos líderes africanos e promover um modelo sustentável, um modelo focado nas pessoas e trazer melhor qualidade de vida, mais conhecimento aos nossos jovens, inspirar para que de facto estejamos a construir algo sólido nas organizações, pessoas no nosso país, na África e em todo mundo”, declarou, salientando que não basta ter somente  a ousadia, coragem e vontade de se assumir o papel de líder, mas também a vontade de se investir no conhecimento e na autocrítica.

Amílcar Cabral nasceu a 12 de Setembro de 1924 em Bafatá, Guiné Conacri, filho de Juvenal Cabral e Iva Pinhel Évora. Aos 12 anos de idade, deixa a então Guiné Portuguesa e junta-se ao pai que, nessa altura já havia regressado a Cabo Verde, e efectua os seus estudos primários na Rua Serpa Pinto, na Praia.

Cabral partiu para Cabo Verde com apenas oito anos, acompanhado a sua família. Enquanto estudante, conseguiu uma bolsa de estudos para ingressar na universidade onde estudou Engenharia Agrónoma no Instituto Superior de Agronomia, em Portugal.

Foi dentro da sua “nova” vida universitária que Cabral começou a envolver-se mais com as ideologias oposicionistas e fundou o Partido Africano para a Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC), em 1956.

A 20 de Janeiro de 1973, o fundador do Partido Africano para a Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC, actual Partido Africano da Independência de Cabo Verde – PAICV) Amílcar Cabral foi assassinado na Guiné-Conacri, a oito meses da declaração de forma unilateral, da independência da Guiné-Bissau.

A cerimónia de abertura da referida conferência contou com a presença do antigo Presidente da República, o comandante Pedro Pires e do ministro da Cultura e das Indústrias Criativas, Abraão Vicente.

CM/ZS

Inforpress/Fim.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos