Angola quer estreitar laços e retomar a dinâmica da cooperação com Cabo Verde – ministro (c/áudio)

Cidade da Praia, 02 Nov (Inforpress) – O ministro dos Transportes de Angola afirmou hoje que o seu país quer estreitar os laços e retomar a dinâmica da mobilidade e acessibilidade com Cabo Verde, com destaque para a retoma dos voos.

Ricardo Viegas D’Abreu fez estas afirmações à imprensa, após ser recebido hoje em audiência pelo Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca, tendo realçado a importância e o nível de cooperação entre os dois países.

“Fomos encorajados em continuar o diálogo que estamos a fazer é procurar que o plano de acção, que iremos preparar consiga ser de facto efectivo na retomada das ligações aéreas entre os nossos dois países, assim como, no domínio marítimo e portuário para assegurarmos viagens e a capacidade também de transporte de mercadorias e cargas entre os dois países”, asseverou.

Segundo o ministro dos Transportes angolano, o reforço da cooperação entre os dois países prevê ainda dinamizar as áreas de formação e intercâmbio, acrescentando que os dois ministérios perspectivam por outro lado apostar no sector privado, visando continuar a modernizar as infra-estruturas e melhorar os serviços para os cidadãos e as empresas.

Quanto à possibilidade da retoma das ligações aéreas, disse que Cabo Verde e Angola estão “perfeitamente alinhados” e que há “espaço grande” para a materialização dos objectivos.

“Obviamente que depois há questões de carácter económico e financeiro que tem que ser tratados já no domínio empresarial, aquilo que nos caberá a nós é facilitarmos do ponto de vista económico e comercial para que consigamos atingir estes objectivos”, acrescentou.

Por seu turno, o Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca, realçou que tendo em conta que não foi possível concretizar a execução dos vários entendimentos assinados entre os dois países, devido a pandemia, este é o momento para a retoma das parcerias.

“Depois de os dois países terem assinados vários entendimentos e acordos, mas não tiveram suficiente execução, devido à pandemia da covid-19 e, portanto, este é o momento de revisitar esses entendimentos de forma que possamos encontrar soluções no âmbito dos transportes aéreos e marítimos, soluções que interessem, que sejam de contentos para ambas as partes”, afirmou.

Destacou a importância da retoma das ligações aéreas entre os dois países, salientando que espera que as conversações entre os ministros de Transportes de Cabo Verde e Angola possam resultar em soluções concretas.

No entanto, frisou que a retoma das parcerias implica não apenas ligações entre os dois países, mas também entre os países da África ocidental e central e pontos de Europa, isto tendo em conta a localização geográfica de Cabo Verde.

CM/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos