Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Angola: Ex-presidente José Eduardo dos Santos regressa hoje a Luanda após dois anos de ausência

Luanda, 14 Set (Inforpress) – O ex-presidente de Angola, José Eduardo dos Santos, regressa hoje à tarde a Luanda, depois de estar desde 2019 a viver em Barcelona (Espanha), confirmou à agência Lusa fonte do Executivo.

Segundo a mesma fonte, à chegada a Luanda José Eduardo dos Santos será recebido por oficiais do protocolo de Estado.

O ex-chefe de Estado angolano, que tem residência no bairro Miramar em Luanda, viveu nos últimos dois anos em Barcelona, fazendo apenas deslocações ao Dubai para se encontrar com a filha Isabel dos Santos, que é visada em processos judiciais em vários países, entre os quais Angola e Portugal.

Desde que João Lourenço assumiu o poder, em Setembro de 2017, foram alvo na justiça angolana alguns dos mais próximos colaboradores e familiares de José Eduardo dos Santos, incluindo os filhos Isabel dos Santos e José Filomeno dos Santos.

O Dubai, um dos sete Emirados Árabes Unidos, é, desde o verão de 2019, o país onde reside Isabel dos Santos, filha do antigo presidente.

O ex-chefe de Estado, que vivia em Barcelona, juntou-se em Dezembro de 2020 à empresária, após a morte do seu marido, Sindika Dokolo.

Sindika Dokolo morreu a 29 de outubro do ano passado, vítima de afogamento quando praticava mergulho, no Dubai.

Os dois são os protagonistas do escândalo que ficou conhecido como “Luanda Leaks”, envolvendo o desvio de milhões de dólares do erário público angolano através de uma teia de empresas com ramificações em 40 países.

O ex-presidente angolano deslocou-se a Barcelona, em Espanha, em Abril de 2019, para exames médicos de rotina, e nunca mais voltou a Luanda.

Santos é o único antigo Presidente de Angola ainda vivo, tendo sucedido a Agostinho Neto em 1979 (depois de um período de 11 dias em que a governação foi atribuída interinamente a Lúcio Lara) e liderou os destinos do país durante 38 anos.

Inforpress/Lusa

Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos