Ângelo Lopes e Eloisa Ramos vencem Prémio Nacional de Arquitectura 2022

Tarrafal, 13 Nov (Inforpress) – Os arquitectos Ângelo Lopes e Eloisa Ramos foram este sábado galardoados com o Prémio Nacional de Arquitectura (PNA) 2022, respectivamente, nas categorias “Espaços Públicos” e “Edifícos”.

A gala da quinta edição do PNA decorreu no Mercado de Artesanato e Cultura, no município do Tarrafal de Santiago, sob o lema “edifícios e espaços públicos para cidades sustentáveis” e foi presidida pelo Presidente da República, José Maria Neves.

A arquitecta Eloisa Ramos venceu com o projecto do edifício Centro Nacional de Artesanato e Design (CNAD), Mindelo, São Vicente, e Ângelo Lopes com o projecto reabilitação urbanística de Alto Bomba, Monte Sossego, São Vicente.

O júri decidiu atribuir menção honrosa na categoria “Edifícios” ao projecto Complexo Educativo de Chã das Caldeiras, ilha do Fogo, da autoria de Jakob Stefan King.

Os arquitectos brasileiros Danilo Terra e Pedro Tuma, do escritório Terra e Tuma, jurados do referido prémio, elogiaram o trabalho desenvolvido pelos colegas cabo-verdianos, sobretudo as 11 obras que concorreram ao PNA 2022.

O PNA, instituído em 2007, pretende prestigiar os arquitectos e obras que se destacam em cada ano e estimular as boas práticas e projectos que contribuam para cidades sustentáveis.

A OAC tem, entre os seus objectivos, formar uma cultura profissional forte no seio dos arquitectos, contribuir para a promoção da arquitectura e urbanismo e o desenvolvimento sustentável. Outrossim enaltecer o papel da profissão e premiar os que melhor contribuem para elucidar os caminhos.

FM/ZS

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos