Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

AME 2017: Concerto do colectivo dos mercados profissionais de música faz cair o pano da V edição

 

Cidade da Praia, 14 Abr (Inforpress) – O concerto do colectivo dos mercados profissionais de música composto por AME, Indian Ocean Music Market (IOMMA, Ilha de Reunião), Visa For Music (Marrocos) e Babel Med Music (França) fizeram cair o pano da V edição do AME 2017.

Do Atlantic Music Expo (AME) foi proposto a artista luso-cabo-verdiana Lura, que apresentou ao público o seu último álbum “Herança”, tendo actuado em terceiro lugar no palco da Praça Luís de Camões, por volta das 23:00, num espectáculo de duração de 40 minutos, onde pôs o público a dançar o funaná.

Este, que é o segundo concerto que a Lura faz depois de ser mãe, foi bem aceite por parte do público que a cada música cantava e aplaudia, aliás com a praça “completamente cheia” o público esteve envolvido em todas as actuações.

Antes da artista cabo-verdiana, actuou Samia Ahmed de Marrocos proposto pela Visa For Music, que já vai na sua IV edição, a ter lugar este ano de 22 a 25 de Novembro, Mounawar de França/Ilha de Reunião proposto por IOMMA, que já vai na sua VI edição a ter lugar de 29 de Maio a 01 de Junho.

Sidi Wacho proposto pela Babel Med Music, que já vai na sua 13ª edição e que teve lugar em Março, foi o responsável por fazer cair o pano desta V edição do AME em termos de actuções de artistas no palco.

A festa continuou ainda no palco “AfroPop” com o DJ cabo-verdiano Elvis, com a animação musical iniciada a partir das 01:00.

Intitulado de “Encontro SACEM no AME 2017”, esta rede de mercado de música destina-se a fazer emergir novos autores e a acompanhá-los no caminho da profissionalização, tem como objectivo comum favorecer a circulação de artistas entre os quatro mercados.

A sociedade de autores de França (SACEM), no sector da música actual, contribui para a criação, produção e difusão de novas obras, acompanhando os autores através de programas de assistência à auto-produção, produção em palco e apoio à carreira.

A SACEM, além da sua ajuda aos membros, apoia a criação da estrutura necessária à internacionalização de tournées e festivais.

Ainda no quarto e último dia do AME aconteceu no período de manhã uma conferência subordinada ao tema “Novos modelos de negócio na música”, período da tarde, “daycase” com Silvano Sanches (Cabo Verde/Mali/Suiça) e Toto ST (Angola) e ainda workshops e conferência intitulada “Ver a música: fotos e vídeos são os melhores amigos da música”.

Em termos de “showcase”, que teve início por volta das 17:30, com palco na Rua Pedonal, actuou de Cabo Verde Melissa Fortes e a nível internacional actuaram Wesli (Haiti/Canada), Pamela Badjogo (Gabon/Mali) e Wesli (Haiti/Canada).

Com o cair do pano do AME que decorreu de 10 a 13 de Abril e com extensão a São Vicente no dia 13, faz-se a transição para o Kriol Jazz Festival, que diferente das edições anteriores acontece no dia seguinte, ou seja, hoje e vai até este sábado em homenagem ao violinista Humbertona.

FM/ZS

Inforpress/Fim

 

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos