AME 2017: Adé da Costa actua no “daycase” e anuncia primeiro CD a solo “Branco na Preto” para mês de Maio

 

Cidade da Praia, 12 Abr (Inforpress) – O jovem artista maiense radicado em Tenerife, ilhas Canarias Adé da Costa actuou hoje no segundo “daycase” do terceiro dia do Atlantic Music Expo (AME-CV) e anunciou o primeiro trabalho discográfico “Banco na Preto” para Maio.

Numa actuação de menos 40 minutos como inicialmente previsto, em que o atraso não lhe permitiu cumprir os 40 minutos, Adé da Costa foi muito aplaudido pelos presentes e pelos vários produtores e directores artísticos de festivais a nível mundial presentes, que após a sua apresentação foram à sua procura para contactos.

O jovem, que vive nas Canárias há cerca de 10 anos e se estreia no AME, considerou sua apresentação de “espectacular, bom e que superou todas as expectativas “, afirmando que este evento é “único de Cabo Verde e com credibilidade”.

Segundo disse, o público esteve “conectado” com as músicas que cantava, salientando ainda que o AME serve para além de apresentar o seu projecto, mas também que vai aproveitar para estar em contacto com os produtores.

Sobre o álbum avançou à Inforpress que vai conter 10 faixas e um “toque especial” da música cabo-verdiana e com alguns ritmos modernos, nomeadamente funaná, coladeira, bossa nova e R&B com composições da sua autoria.

O álbum, em que já lançou o primeiro “Ka bu txora mama” em Março, conta com a produção do produtor musical Román Brito e vai estar no mercado e nas plataformas digitais em finais de Abril ou inicio de Maio.

Adélcio da Costa Soares “Adé da Costa” nasceu no Porto Inglês, na ilha do Maio. Começou a tocar guitarra aos 12 anos e desde então tem-se aventurado pelo mundo da música.

Formou um grupo de R&B/Hip hop, os Black Dayz, e actuava nas festas da universidade e nas comemorações do dia de África. O grupo desfez-se e Adé da Costa começou a trabalhar numa carreira a solo.

Antes da actuação do Adé da Costa actuou também o grupo Coladera no “daycase”, em que um dos integrantes o percussionista Miroca Paris, que considerou o AME de um espaço de “oportunidade”.

Nas conferências e workshops destacam-se “As meninas querem divertir-se…. e ter os seus lugares no sector da música!”, uma sessão imprescindível para todos os delegados masculinos!! (e todas as femininas, também) e ainda “Tours e promoção do hip hop, reggae, e música para clubes”.

Em termos de “showcase” Awa Ly de França, Jocelyn Balu de Congo, Do Moon de França e Gato Preto de Moçambique, e grupos nacionais como os Tubarões, Tradison di Terra, Zé Rui de Pina, BigZPatronato e Kiddye Bonz nos palcos da Rua pedonal e Praça Luís de Camões.

O dia culminará com actuação dos dj´s Pensador na Kebra Canela por volta das 02:00.

FM

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos