Aldeias SOS e Unicef pretendem criar agenda colaborativa para avaliar directrizes sobre os direitos das crianças

Cidade da Praia, 07 Ago (Inforpress) – As Aldeias Infantis SOS de Cabo Verde e a Unicef pretendem estabelecer uma agenda colaborativa para avaliar a implementação das directrizes da resolução das Nações Unidas sobre os direitos das crianças, junto das autoridades governamentais cabo-verdiana.

A informação foi transmitida hoje, na Cidade da Praia, pelo director nacional das Aldeias SOS Cabo Verde, Dionísio Pereira, à margem da doação, feita pela Unicef, de lavabos e materiais de protecção individual para reforçar o plano de contingência implementado para fazer face aos efeitos da pandemia da Covid-19.

Dionísio Pereira explicou que, para além de uma agenda global, que federa as Aldeias SOS às Nações Unidas, e da Convenção sobre os direitos das crianças, há também as directrizes específicas sobre cuidados alternativos das crianças em complemento à modalidade das instituições.

“Não passa de declaração de boa vontade e de posicionamento global das Nações Unidas. Compete aos actores nacionais, aos governos, traduzirem em acções concretas, aquilo que foi objecto de validação, através da resolução das Nações Unidas, indicou, lembrando que no ano passado foi aprovada uma outra resolução para “alavancar” essas directrizes.

Neste sentido, sublinhou que esta agenda colaborativa vai medir e avaliar o progresso da implementação dessas directrizes e da resolução aprovada recentemente.

OM/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos