Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Aldeias SOS e Uni-CV assinam acordo em prol da protecção das crianças e reforço das comunidades menos favorecidas

 

Cidade da Praia, 20 Jun (Inforpress) – As Aldeias Infantis SOS e a Uni-CV assinaram hoje, na Cidade da Praia, um protocolo de cooperação, visando a execução de programas e projectos em prol da protecção das crianças e reforço das comunidades menos favorecidas.

O acordo tem também por objecto a cooperação técnica, científica, educacional, cultural e social entre as duas partes, assim como o favorecimento de oportunidades de desenvolvimento dos estudantes da Universidade de Cabo Verde (Uni-CV).

Após o acto de assinatura, o director das Aldeias SOS, Dionísio Pereira disse que a instituição que dirige tem “muita expectativa” em relação aos frutos que possam resultar dessa acção colaborativa.

Para Dionísio Pereira, essa parceria vai ser muito “importante” no que concerne à realização de estudos técnicos e de influenciação de outros actores relativamente ao reforço das famílias e protecção infantil, uma vez que vai contar, doravante, com o apoio técnico da “casa do conhecimento científico”.

“Com isso vamos fundamentar na ciência para fazermos trabalhos de pesquisa com qualidade, elevação e com muita responsabilidade”, frisou Dionísio Pereira, enaltecendo a sustentação técnica desse acordo.

Por sua vez, a reitora da Uni-CV, Judite Nascimento, esclareceu que esse acordo se insere dentro do programa da extensão universitária, que coloca à disposição das Aldeias SOS para desenvolvimento de programas em diferentes domínios.

“Trata-se de um protocolo que para nós é muito caro dado aos objectivos e a missão desta nobre instituição e pelo contributo que tem dado à sociedade cabo-verdiana, principalmente às crianças”, notou.

De entre as acções conjuntas a desenvolver entre as duas instituições destacam-se a realização de cursos e desenvolvimento de ações que visam a expansão conjunta de projectos e programas relacionados com os actos direccionados aos estudantes, às crianças e às famílias menos favorecidas.

Realização, em conjunto, de estudos de interesse para o desenvolvimento nacional, a promoção de projectos susceptíveis de concorrerem para a mitigação dos males da sociedade, como sejam a pobreza, o desemprego e a insegurança urbana, são outras acções que se inserem nesse acordo de cooperação, que tem duração de três anos.

OM/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos