Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Santo Antão: Há perspectivas de investimentos privados em energias renováveis, dessalinização e agricultura avançarem em 2019 – autarca

Porto Novo, 06 Jan (Inforpress) – Os investimentos privados previstos para o concelho do Porto Novo, nos domínios das energias renováveis, dessalinização de água e agricultura industrial devem avançar no decurso deste ano de 2019, acreditam os responsáveis municipais.

O edil do Porto Novo explica que, neste ano, que ora se inicia, além de projectos concretos já financiados nos domínios do turismo e pesca, também há “perspectivas” de outros investimentos privados serem implementados nos domínios da agricultura, energia renováveis e dessalinização de água.

“Em 2019, conseguiremos materializar objectivos a nível actividade privada, particularmente no turismo, mas também temos perspectivas em outros domínios, como a pesca, energias renováveis e dessalinização de água para agricultura”, acredita o presidente da câmara.

Os investimentos relativos às energias renováveis, dessalinização e à agricultura fazem parte do projecto “Aquasun”, financiado por um grupo de investidores britânicos, em 23 milhões de euros (2,5 milhões de contos), que está a ser discutido, há dois anos, com as autoridades cabo-verdianas.

Entre os investimentos em carteira no quadro do projecto “Aquasun”, a cargo do grupo britânico Brine Engineering Solution, está a instalação de um parque solar de 2,5 mega watts e de uma unidade de dessalinização, capaz de produzir, diariamente 3.500 metros cúbico de água, para a promoção da agricultura, mas também da pecuária.

Os memorandos de entendimento com vista a viabilizar o projecto já foram assinados entre Governo, através do Tradeinvest, o município do Porto Novo e os investidores, pelo que os responsáveis porto-novenses acreditam na materialização do mesmo, que, a concretizar-se, será o maior investimento externo realizado em toda a ilha de Santo Antão.

Em Setembro, o edil do Porto Novo, aproveitando a visita do vice-primeiro-ministro a Santo Antão, exortou Governo a “fazer os possíveis” para que esses investimentos sejam materializados, pelo impacto que terá na económica santantonense, gerando, numa fase inicial, mais de uma centena e meia de empregos.

A câmara do Porto Novo, no quadro do memorando estabelecido com os investidores, vai disponibilizar terrenos para a instalação de do parque solar e da unidade de dessalinização.

Os investidores, que pretendem ainda investir na transformação do centro de expurgo do Porto Novo num centro de transformação agro-industrial, estimam produzir, anualmente, cerca de 1.400 toneladas de produtos agrícolas, para exportação.

JM/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos