Agente da polícia preso no Brasil após morte de campeão mundial de jiu-jitsu

São Paulo, Brasil, 08 Ago (Inforpress) – As autoridades brasileiras prenderam no domingo um agente da polícia acusado de ter matado a tiro Leandro Lo, oito vezes campeão mundial de jiu-jitsu, após uma discussão numa festa em São Paulo.

O tenente Henrique Otávio Oliveira Velozo, 30 anos, da Polícia Militar de São Paulo, compareceu no domingo, perante os seus superiores, e foi imediatamente detido como suspeito do crime ocorrido na madrugada de domingo.

A detenção cumpre uma ordem do Tribunal de Justiça de São Paulo, que impõe a detenção preventiva durante 30 dias, enquanto Veloso é investigado, como principal suspeito do homicídio do campeão mundial.

De acordo com a Polícia Civil de São Paulo, Velozo foi levado a uma esquadra para depor e posteriormente será transferido para uma penitenciária especial para agentes das forças de segurança.

O assassinato ocorreu no Esporte Clube Sírio, na zona sul de São Paulo, a maior cidade do Brasil, onde o atleta tinha ido com amigos para um espetáculo de um grupo de música popular, numa festa.

Segundo testemunhas, o lutador discutiu, por motivos ainda não conhecidos, com Velozo, aparentemente bêbado, e imobilizou o agente de polícia com uma chave de braço, típica das artes marciais.

Assim que ficou livre, o assaltante sacou de uma arma e disparou contra a cabeça do campeão mundial.

A vítima foi levada para um hospital, onde a morte foi confirmada.

Embora tenha fugido do local do crime, o suposto agressor, que estava vestido à paisana, num dia de folga, foi identificado por testemunhas e com auxílio de câmaras de segurança.

Segundo informações da imprensa brasileira, Velozo já tinha sido punido por atos de indisciplina, por ter interferido numa discussão e agredido um outro agente da polícia, num incidente ocorrido num bar de São Paulo.

Leandro Pereira do Nascimento Lo, 33 anos, foi oito vezes campeão mundial de jiu-jitsu em cinco categorias diferentes e conquistou cinco títulos mundiais na modalidade, além de oito títulos pan-americanos na modalidade.

O lutador, que conquistou o seu primeiro título mundial em 2012 na categoria leve, ainda estava ativo e em maio deste ano conquistou um novo título mundial, mas na categoria meio-pesado.

O brasileiro tinha planos para disputar um campeonato nos Estados Unidos nos próximos dias.

Inforpress/Lusa

Fim

 

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos