Agência Nacional de Desenvolvimento Social e Juvenil promove formação para empoderar jovens

Tarrafal, 16 Abr (Inforpress) – A Agência Nacional de Desenvolvimento Social e Juvenil promove durante uma semana, no Tarrafal (Interior de Santiago) uma formação sobre empoderamento dos jovens e aproveitam ainda para uma troca de ideias entre os jovens da Europa e da África.

No âmbito do Projecto ” Conect- Empoderamento dos jovens”, financiado pela União Europeia através da “Erasmos +”, a agência trouxe para Cabo Verde, jovens da Europa e da África que fazem parte desta rede, nomeadamente, jovens da Suécia, Finlândia, Espanha, Portugal, Grécia, Guiné-Bissau e Moçambique.

O Projecto criado em 2016, realizou o seu primeiro intercâmbio em finais de Dezembro na Suécia e dessa vez, escolheram Cabo Verde para acolher este intercâmbio que, segundo o presidente da Agencia, Arickson Veiga, visa fortalecer a conexão de desenvolvimento da Juventude na Europa e África.

“Temos vários jovens a viverem na Europa que são africanos e querem investir, querem conhecer e ao mesmo tempo querem integrar-se politica e socialmente no seu país de origem e no país em que estão inseridos, por isso, estamos a tentar fazer com que os jovens entendam que podem fazer parte da política das duas sociedades”, explicou a ideia do projecto.

Durante esta formação no concelho do Tarrafal, disse a mesma fonte que vão tentar incutir nos jovens de que “eles não são o futuro#, assim como as pessoas têm dito, mas sim, “eles são o presente e que é agora que precisam batalhar para mudar a sua comunidade, e posteriormente mudar a Europa e a África”.

A Agência Nacional de Desenvolvimento Social e Juvenil criada há um ano na cidade de Assomada, neste momento está na fase de mobilizar mais jovens associativistas, pois, através desta associação os jovens podem ter portas abertas para intercâmbio ou para estudos em qualquer dos países que fazem parte deste projecto ” Conect”, informou.

“Se houver uma dinâmica boa e conseguirmos ver jovens com boa dinâmica e que podem promover o país, podemos ajuda-los e assim fazer essa conexão entre África e Europa”, sublinhou.

Durante estes cinco dias os jovens de diferentes países vão debater o empoderamento dos jovens, a forma como podem participar na comunidade e que contributo dar para ganhar o seu espaço na sociedade, e posteriormente em África e na Europa.

AM/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos