Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Afrobasket’2021: Seleccionador destaca Cabo Verde como um dos quatro melhores de África e pede jogos de preparação

Cidade da Praia, 06 Set (Inforpress) – O seleccionador de basquetebol destacou o facto de o País terminar o Afrobasket’2021 entre os quatro melhores de África e alertou para a importância de jogos de preparação antes das próximas competições internacionais.

Emanuel Trovoada admitiu que houve “um esforço grande” da parte do Governo e do Instituto do Desporto e da Juventude (IDJ) na criação das “melhores condições” à selecção cabo-verdiano no Ruanda, palco da competição, mas que “ficou essa lacuna de uma preparação com jogos com ritmo”.

Para o treinador, a falta de jogo treino teve impacto directo na prestação dos atletas, realçando que Cabo Verde sentiu isto concretamente no jogo de atribuição da medalha de bronze (derrota com o Senegal), alegando que acusara esforços realizados no jogo do acesso à final na véspera contra a Tunísia.

“Sentimos, de facto, que jogadores ficaram sem pernas devido a esta falta de jogos de preparação”, explicou Mané Trovoada, como é também conhecido o seleccionador, que manifestou “enorme orgulho” dada a forma como os atletas se entregaram à competição, ao mesmo tempo que destacou o facto de o poste Edy Tavares ter sido coroado pela organização como integrante do “Cinco Ideal” e melhor saltador do campeonato.

“Isto também faz de nós uma esperança e puxa pelos colegas próprios para que possam trabalhar já para esta competição internacional”, afiançou Trovoada, que alertou as autoridades nacionais para a criação de condições para que Cabo Verde possa realizar jogos-treino para melhor se prepararem para o apuramento africano para o Mundial.

Trovoada lançou um repto às autoridades cabo-verdianas no sentido de acolher uma das poules de apuramento do Mundial, oportunidade para que a Nação possa ver de perto a qualidade dos seus jogadores.

Avançou que de momento já está focada nos jogos de apuramento da fase do grupo do Campeonato de Mundo, mas alertou para a importância dos jogos de preparação.

A 30ªedição do Afrobasket encerrada domingo em Kigali (Ruanda) ditou a revalidação do título pela Tunísia, fruto da vitória na final ante a Costa do Marfim, e da conquista da medalha de bronze (terceiro lugar) alcançado pela equipa nacional do Senegal à custa de Cabo Verde.

SR/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos