Afrobasket2021: Ivan Almeida entre os melhores da FIBA África

Cidade da Praia, 14 Jan (Inforpress) – O basquetebolista internacional cabo-verdiano Ivan Almeida está entre os três melhores jogadores africanos eleitos pela FIBA África, como os mais talentosos e da qual aguardam grandes expectativas para a segunda fase do torneio de qualificação, marcado para Fevereiro.

De acordo com a equipa editorial da FIBA África, as estatísticas da “Janela de Novembro”, levaram em considerações as eliminatórias disputadas em Alexandria (Egipto) e Kigali (Ruanda) e apuraram os dez jogadores que tornaram tão impactantes para o basquetebol africano, com o atleta Ivan Almeida a posicionar-se entre os melhores num grupo restrito de dez basquetebolistas.

O grupo é liderado pelo senegalês Clevin Hannah, 1,79 metros, com uma média de 14.0 pontos e sete assistência, seguido do ugandês Ishmail Wainright, 1,96 metros com uma média de 21.3 pontos, 8.3 ressaltos e 5.7 assistências, sendo que o cabo-verdiano Ivan Almeida, 1,99 metros, fecha o pódio com a média de 21 pontos 10.3 ressaltos, 4.7 assistência.

Segue-se Omar Abada (Tunísia), 1,89 metros no quarto posto com 8 pontos, 4.7 ressaltos e 3.7 assistências, Deng Acuoth (Sudão do Sul), 1,89 metros, com um saldo de 10 pontos por jogo e do nigeriano Ikenna Iroegbu, 1,88 metros, com um saldo de 15,7 pontos e sete assistências por jogo, contribuindo com quatro ressaltos por jogo.

Na sétima posição, a FIBA África elegeu o senegalês Ibrahima Faye, 1,88 metros com uma média de 13.7 pontos e 4.3 ressaltos por jogo, seguido do ugandês Robinson Opong, 1,90 metros, com um saldo de 19 pontos, quatro ressaltos e 2.7 assistência, ao passo que Myck Kabongo, 1,88 metros, da RD Congo posiciona-se no oitavo posto com a média de 10.7 pontos e 7.2 assistência por jogo.

Completa o “Top 10”, Tylor Ongwae (Quénia), 2 metros, com a média de 17.3 pontos, cinco assistências e 9.7 ressaltos.

A segunda e decisiva fase deste torneio de qualificação para o Afrobasket’2021 que se realiza em Ruanda, está agendada para Fevereiro próximo e Cabo Verde o lugar que dá acesso qualificação, terceira, no Grupo E constituída ainda pelas equipas nacionais de Marrocos, do Egipto e de Ruanda.

SR/DR

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos