África Ocidental prestes a produzir diferentes tipos de vacinas, diz OOAS

Acra, 14 Mai (Inforpress) – A África Ocidental está perto de iniciar a produção local de diferentes tipos de vacinas na sub-região, anunciou na sexta-feira Stanley Okolo, director-geral da Organização da Saúde da África Ocidental (OOAS).

A mesma fonte explicou, numa conferência de imprensa após a 23ª Reunião Ordinária de Ministros da Saúde da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO), que a sub-região começaria a fabricar essas vacinas para questões de saúde como covid-19, febre amarela, raiva, bem como antivenenos, para se tornarem auto-suficientes na produção e disponibilidade de vacinas.

“Reunimos cinco empresas candidatas que nossas avaliações mostram que estão perto de fabricar vacinas em nossa região. Duas delas são de Gana, duas da Nigéria e uma do Senegal”, disse Okolo, citado pela agência de notícias chinesa, Xinhua.

No médio e longo prazo, Staley Okolo estimou que a região da África Ocidental poderá produzir 22 vacinas após fortalecer sua indústria farmacêutica.

O director-geral da OOAS acrescentou também que a instituição fez uma parceria com a Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial (UNIDO) para desenvolver um roteiro para as empresas farmacêuticas adoptarem boas práticas de fabricação e um sistema para garantir que os produtos sejam produzidos e controlados consistentemente com padrões de qualidade.

Cabo Verde fez-se representar nesta reunião ministerial da CEDEAO pelo ministro da Saúde, Arlindo do Rosário.

Inforpress/Xinhua

Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos