Afastada relação entre carrinha intercetada em Roterdão e ataques em Espanha

 

Haia, 24 Ago (Inforpress) – Um responsável dos serviços de contraterrorismo de Espanha afastou uma ligação entre a carrinha de matrícula espanhola com botijas de gás intercetada quarta-feira em Roterdão e os ataques da semana passada em Barcelona e Cambrils.

O responsável, que pediu anonimato, precisou que a tese de uma ligação entre o condutor da carrinha, de nacionalidade espanhola, e a célula terrorista que perpetrou os ataques em Espanha, foi afastada depois do interrogatório ao condutor e de perícias à carrinha.

A carrinha foi intercetada quarta-feira à noite em Roterdão, oeste da Holanda, perto do local onde estava previsto um concerto de uma banda rock norte-americana, cancelado antes de começar devido a uma “ameaça terrorista”.

“O veículo chamou a atenção porque estava a dar voltas na mesma zona”, explicou em conferência de imprensa o presidente da câmara da cidade portuária, Ahmed Aboutaleb.

A câmara cancelou todos os eventos públicos previstos para quarta-feira à noite.

Um concerto de rock da banda norte-americana Allah-Las, marcado para as 20:30 (19:30 em Lisboa) na sala de espetáculos Maassilo, em Roterdão, foi cancelado ao final do dia pela polícia devido a “ameaça terrorista”.

A banda de quatro elementos, de Los Angeles, não comentou até ao momento o cancelamento do espetáculo.

Numa entrevista, no ano passado, ao jornal britânico The Guardiam, os membros da banda explicaram a escolha do nome – Allah, deus em árabe – com o facto de ter-lhes agradado o “som sagrado” e que não tiveram noção de que podia ofender muçulmanos.

O vocalista, Miles Michaud, disse ao jornal que a banda recebeu emails de muçulmanos de todo o mundo que se diziam ofendidos. Michaud acrescentou que responderam a essas mensagens, explicando que a intenção não era essa, e que “a maioria compreendeu”.

Espanha foi alvo na semana passada de dois ataques terroristas, em Barcelona e em Cambrils, que fizeram 15 mortos e mais de uma centena de feridos. Em Barcelona, o ataque foi perpetrado com uma carrinha que atropelou dezenas de pessoas na principal avenida da capital da Catalunha e em Cambrills por um ligeiro que atropelou quase uma dezena de pessoas.

Inforpress/Lusa/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos