Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Aeronave militar portuguesa P-3C patrulha áreas marítimas de Cabo Verde

Cidade da Praia, 11 Mar (Inforpress) – Uma aeronave de vigilância marítima da Força Aérea Portuguesa encontra-se em Cabo Verde, com base no Aeroporto Nelson Mandela e Centro de Operações no COSMAR, a realizar acções de vigilância marítima nas águas do território cabo-verdiano.

Com um destacamento de 31 militares “P-3C CUP+ ORION”, a aeronave de vigilância iniciou esta missão a 06 do corrente e termina esta terça-feira, 12, numa acção que contou com o apoio logístico de uma aeronave C295M e de uma aeronave C-130H.

De acordo com um comunicado do adido de Defesa junto à Embaixada de Portugal em Cabo Verde, coronel Vítor Manuel Pereira Branco, esta missão “é realizada anualmente em coordenação com as autoridades de Cabo Verde e insere-se no plano dos compromissos de cooperação militar bilateral entre Portugal e Cabo-Verde”.

Portugal, cita a missiva, disponibiliza meios militares que contribuam para a vigilância e para operações de segurança marítima na costa oeste de África e no Golfo da Guiné.

Estas acções de patrulhamento marítimo, levadas a cabo pela Força Aérea Portuguesa, têm como principal objectivo contribuir para o combate aos fenómenos do tráfico ilícito de droga e pessoas, detecção de acções de delapidação dos recursos marinhos, designadamente a pesca abusiva e de poluição marinha originada intencionalmente por navios mercantes em trânsito na região.

Esta missão colabora com as autoridades nacionais e apoia Cabo Verde em caso de necessidade nas operações de busca e salvamento na área de responsabilidade do arquipélago.

“Portugal continua assim a desempenhar um papel visível e activo para a resposta da comunidade internacional às ameaças à segurança marítima, fortalecendo, simultaneamente, as relações de confiança com as Forças Armadas e autoridades dos países amigos da região”, lê-se neste comunicado.

SR/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos