Advogado Amadeu Oliveira detido na Cidade Praia pela Direcção de Investigação Criminal da PN

Cidade da Praia, 20 Fev (Inforpress) – O advogado Amadeu Oliveira foi detido no final da tarde de hoje, na Cidade da Praia, pela Polícia Nacional, e neste momento encontra-se na Direcção Central de Investigação Criminal.

A informação foi confirmada à Inforpress por uma fonte policial que, entretanto, não avançou o âmbito da detenção.

O advogado é acusado pelo Ministério Público de 14 crimes de ofensa e injúria contra os juízes do Supremo Tribunal de Justiça, Benfeito Mosso Ramos e Fátima Coronel, a quem vem apelidando de “gatunos, falsificadores e aldrabãozecos”.

Em finais de Janeiro o jornal Santiago Magazine avançava que teria sido emitido um mandado de captura e detenção de Amadeu Oliveira, que tinha recusado comparecer nos dias 6, 7 e 8 de Janeiro ao julgamento pelos 14 crimes de ofensa contra os juízes do Supremo Tribunal de Justiça.

Entretanto, informações vindas a públicos também davam conta que perante a não comparência do arguido, o tribunal optou por um novo um novo julgamento, marcando uma nova audiência para ter início no dia 23 de Fevereiro.

No dia 03 de Fevereiro o advogado tinha dito, em declarações á RCV que ainda não decidido que ia ou não comparecer, por considerar que 4º juízo-crime do Tribunal da Praia, encarregue do seu julgamento é incompetente para o julgar nesse processo em que é acusado de 14 crimes de ofensa contra os juízes do Supremo Tribunal de Justiça.

Ainda não se sabe os motivos da detenção da tarde hoje.

Amadeu Oliveira foi detido à porta da sua residência no bairro de Achada Santo António, na Cidade da Praia.

A Inforpress vai continuar a acompanhar o caso para trazer mais detalhes.

MJB/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos