ADEVIC entrega diploma de confeitaria a 18 mulheres e jovens com deficiência visual

Cidade da Praia, 29 Jan (Inforpress) – Uma média de 18 jovens e mulheres com deficiência visual concluíram hoje, na cidade da Praia, uma acção de formação que visa promover o auto-emprego e combater o assistencialismo.

A formação executada no âmbito do projecto “Cinco Sentidos” pela ADEVIC e financiada pelo Ministério da Promoção Social, visou, segundo Marciano Monteiro, em declarações à Inforpress empoderar as mulheres e jovens com deficiência visual e promover a sua inclusão social.

“Durante três meses as mulheres e jovens com deficiência participaram numa acção de formação que lhes capacitou com técnica de saber fazer diversos produtos (doces e salgado) e poderem com isso ganhar um sustento sem depender do assistencialismo dos outros ou das próprias famílias”, disse.

Neste âmbito, o presidente da Associação dos Deficientes Visuais de Cabo Verde (ADEVIC) chama a atenção pela existência de legislações que garantem o direito à formação e ao trabalho às pessoas com deficiência levando a que se sintam inclusos na sociedade, e sublinha por outro lado que em Cabo Verde ainda esse direito é pouco cumprido.

Perante essa constatação Marciano Monteiro é de opinião que, as associações devem primar por dar instrumentos e capacitar aos seus associados no saber fazer para que possam contribuir para a sua integração na sociedade.

O projecto “Cinco Sentidos” incluiu formação na produção de doces, compotas e licores.

PC/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos