Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Adevic aposta na criação de um centro de produção de materiais didáticos

Cidade da Praia, 26 Jun (Inforpress)  – A Associação dos Deficientes Visuais de Cabo Verde (Adevic) pretende criar um centro de produção de materiais didácticos que abarcam tecnologias como braile, áudio e outros aparelhos, para permitir aos deficientes visuais estudar em igualdade com demais pessoas.

O presidente da Adevic, Marciano Monteiro, revelou esta intenção a Inforpress, à margem das actividades comemorativas do 41º aniversário da criação da escola para deficientes visuais e da implantação de um departamento de jovens invisuais, sublinhando tratar-se de um projecto a ser implementado no próximo ano lectivo.

Monteiro afirmou que o centro já está a funcionar em regime experimental e que neste momento a associação encontra-se em busca de novos parceiros para dar corpo a esta iniciativa, que o mesmo considera de “extrema importância” para o “desenvolvimento educativo” dos deficientes visuais.

A cerimónia da tarde de hoje foi marcada pela entrega de certificados de fim de curso a dez alunos beneficiários do projecto “Acessibilidade de jovens deficientes às novas tecnologias de informação e comunicação – criando oportunidades para todos “, no quadro da parceria estabelecida entre a Fundação Infância Feliz e a Fundação Suíça Educação de Crianças em África  e a própria Adevic.

A ocasião foi, igualmente, aproveitada para a realização de uma conferência sobre a “Tecnologia assistiva na educação inclusiva”, pelo professor Gilvan Victor dos Santos, seguida de um debate, bem como a apresentação de actividades culturais com os elementos do grupo musical Voz de Adevic, Batucadeira Fidjus de Adevic e apresentação de dança do Grupo Criança da Escola Bacultura.

Instalada desde 2003, no Centro de reabilitação em Achada São Filipe, na Cidade da Praia, a Adevic, inspirada pelo seu mentor Manuel Júlio, considerado o “grande impulsionador do braile” em Cabo Verde, conta actualmente com três salas de aulas em funcionamento, envolvendo dezenas de invisuais de diferentes pontos da ilha.

SR/AA

Inforpress/Fim

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos