Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

ADAD quer “maior envolvimento” da sociedade civil na preservação e protecção da natureza

Cidade da Praia, 16 Jun (Inforpress) – O presidente da Associação para a Defesa do Ambiente e Desenvolvimento (ADAD) pediu hoje “maior envolvimento” de toda a sociedade civil na preservação e protecção da natureza, reconhecendo, no entanto, “grande esforço” das autoridades neste sentido.

Januário Nascimento fez esta intervenção à imprensa, à margem das actividades comemorativas do mês do ambiente, promovidas pela ADAD, em acto realizado na Biblioteca Nacional.

Na ocasião, o responsável destacou a importância da consciencialização da protecção do ecossistema, principalmente para as gerações futuras, pois “o ambiente atravessa muitos problemas”, tendo realçado a necessidade do envolvimento de todos, para que haja essa conservação.

Segundo apontou, em Cabo Verde tem havido “um grande esforço” do Governo e das organizações da sociedade civil, mas, sintetizou, é preciso mais trabalho e concertação entre todas as organizações da sociedade civil, para que se possa fazer um trabalho útil ao País e a todos.

Januário Nascimento frisou também o papel que a ADAD tem desempenhado em prol da natureza, indicando projectos como a preservação dos recursos marinhos, a conservação das zonas costeiras e a mega plantação de árvores a nível nacional.

“Neste momento estamos a colaborar com várias instituições financeiras e Governo no sentido de ajudar a resolver o problema da dívida pública para que de facto Cabo Verde possa consertar esse importante aspecto”, assinalou.

Por outro lado, felicitou as Nações Unidas  por declarar esta data de reestruturação da natureza, reiterando que a ADAD, enquanto organização da sociedade civil, vai dar toda a sua colaboração, apoiando o País e o mundo para esta grande causa.

A Assembleia Geral das Nações Unidas declarou 2021-2030 como a década das Nações Unidas para a recuperação dos ecossistemas, cujo objectivo é acelerar a promoção global da recuperação e ecossistemas degradados.

Neste âmbito, a ADAD e seus parceiros vão organizar uma série de actividades, entre os quais se destacam uma exposição sobre projectos financiados pela fundação MAVA em Cabo Verde, uma mega plantação de árvores durante 48 horas, entre outros.

HR/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos