ADAD promove leque de actividades para celebrar o Dia Mundial das Zonas Húmidas

Cidade da Praia, 01 Fev (Inforpress) – A Associação para a Defesa do Ambiente e Desenvolvimento (ADA) inicia hoje um conjunto de actividades para celebrar o Dia Mundial das Zonas Húmidas, uma iniciativa para reforçar a importância da protecção dessas zonas no país.

A informação foi avançada à Inforpress, pelo presidente da ADAD, Januário Nascimento, explicando que as actividades terão lugar no concelho de Santa Cruz e na Cidade da Praia, envolvendo sobretudo escolas e comunidades piscatórias.

“Vamos fazer visitas de estudo nos terrenos, palestras com alunos, encontro com associações de pescadores, iremos também produzir alguns materiais para a comunicação, que serão divulgadas para o público, uma vez que são questões que dizem respeito a todos nós”, indicou.

De acordo com o responsável, apesar do Dia Mundial das Zonas Húmidas ser assinalado a 02 de Fevereiro, a ADAD vai estender as actividades até ao dia 09, uma forma de chamar a atenção sobre a importância da conservação das zonas húmidas em Cabo Verde e no mundo.

“Cabo Verde assinou a convenção sobre as zonas húmidas ou a Convenção de Ramsar, mas torna-se necessário dar consistência e implementar essa convenção que é fundamental para a biodiversidade”, referiu.

Januário Nascimento abordou também a questão das construções de barragens em Cabo Verde, defendendo a importância que têm na conservação das zonas florestais, mas ao mesmo tempo criticou a forma que as mesmas foram construídas, destacando que “muitas hoje estão sem utilidade”.

“Não se fez um trabalho sério, com os técnicos, com as comunidades locais e não se deu atenção aos estudos de impacto ambiental. Apelo que nas próximas construções se tenham em conta todas essas questões”, salientou.

Em 1997, o dia 02 de Fevereiro foi instituído pelo Comité Permanente da Convenção de Ramsar como Dia Mundial das Zonas Húmidas. A finalidade é estimular a realização, por parte dos governos, organizações da sociedade civil e grupos de cidadãos, de acções e actividades que chamem a atenção da sociedade para a importância dessas áreas.

Por outro lado, visa a necessidade de sua protecção e para os benefícios que o cumprimento dos objectivos da convenção pode proporcionar.

A cada ano, o Secretariado da Convenção sugere um tema para as acções desenvolvidas pelos países membros da Convenção de Ramsar. O ano de 2019 terá como tema “Zonas Húmidas e Mudanças Climáticas”.

HR/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos