ACV promove mesa redonda sobre grupo de acção democrática de Cabo Verde e Guiné-Bissau

Cidade da Praia, 16 Jul (Inforpress) – A Associação Cabo-verdiana de Lisboa (ACV) promove uma mesa redonda sobre o Grupo de acção democrática de Cabo Verde e Guiné-Bissau e a Associação de Cabo-verdianos e Guineenses, a realizar-se no próximo dia 18, em Portugal.

Segundo uma nota informativa da referida associação, este evento realiza-se no âmbito do Ciclo de Conferências sobre a História da ACV que visa assinalar e celebrar o cinquentenário da sua criação.

De acordo com a mesma fonte, serão oradores da mesma Mesa-Redonda os Drs. José Pedro Morais, Manuel Chantre, Maria de Jesus Carvalho e o desportista Nuno Delgado, seguida de uma leitura de um testemunho de Helena Lopes da Silva, que faleceu em Setembro de 2018.

A Associação Cabo-verdiana de Lisboa é uma instituição de utilidade pública e tem o reconhecimento do ex-Presidente da República de Portugal, Jorge Sampaio. E também é reconhecida pelo Alto Comissariado para as Migrações e congrega o título de Casa da Cultura atribuído pelo ex-ministro da Cultura, Mário Lúcio.

A ACV é considerada uma das mais relevantes organizações de representação e promoção social e cultural de Cabo Verde na diáspora, reconhecida pelo seu trabalho em prol da emigração cabo-verdiana e de outras comunidades da CPLP.

O espaço da Associação Cabo-verdiana, na Duque de Palmela, é o mesmo onde em 1969 um grupo de cabo-verdianos criava a primeira associação do género em Portugal, e que após 25 de Abril se desmantelou por vicissitudes do período revolucionário então em curso.

CM/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos